Sistemas de esteiras porta cabos vs sistemas Festoon

Luis Cyrino
21 mar 2022
0
556

Sistemas de esteiras porta cabos vs sistemas Festoon

Por quê devo trocar o sistema Festoon por sistemas de esteiras porta cabos nas pontes rolantes? Confira o comparativo das soluções!

O gerenciamento confiável e dinâmico de cabos é um dos maiores desafios da tecnologia moderna de guindastes e pontes rolantes. Praticamente todos os modos de aplicação de guindaste estão enfrentando requisitos cada vez maiores em relação a distâncias, velocidades e precisão de deslocamento.

O post de hoje será dedicado a esse assunto que vem atraindo diversos engenheiros nos últimos anos… Vamos fazer um comparativo sobre os sistemas tradicionais utilizados para a movimentação de cargas e a alternativa que vem tomando conta do mercado: as Esteiras porta cabos em polímero da igus® – a solução ideal para substituir esses sistemas que exigem muita manutenção e implicam em custos e perda de produtividade.

Sistemas Festoon

Os sistemas de Festoon são projetados para fornecer eletrificação direta com cabos planos ou redondos. Os cabos em Festoon são pendurados em carrinhos empilhados no final do trilho do guindaste.

Embora essa estrutura forneça orientação linear definida, ela consome espaço no trilho do guindaste, limitando a quantidade de deslocamento do guindaste que pode ser realizada em uma determinada janela dimensional. Como os cabos são essencialmente presos em feixes, a substituição ou adição de cabos é um processo demorado.

O design Festoon também incorpora uma variedade de componentes interligados, incluindo rodas, cabos de reboque, cabos de choque e rolamentos.

Cada peça individual requer manutenção e lubrificação regulares, especialmente quando exposta a ambientes operacionais difíceis, como por exemplo em siderúrgicas e metalúrgicas ou na indústria portuária.

Nesses sistemas Festoon os cabos e mangueiras ficam soltos enquanto guiados. Desprotegidos, os cabos podem oscilar, ficar emaranhados e ficar presos na estrutura da ponte, especialmente em ambientes exigentes, o que leva a reparos caros.

Frequentemente, os festoons usam cabos compostos planos que consistem em vários condutores em uma única capa. Quando esses cabos são usados, o cabo composto inteiro pode precisar ser substituído se um condutor for danificado.

As paradas para manutenção significam mais tempo de inatividade desperdiçado e perda de produtividade. Os cabos suspensos e a estrutura dominada por aço dos festoons também requerem um amplo espaço para instalação.

Evitando a manutenção e reduzindo custos

Para evitar a manutenção e os custos que acompanham os Festoons, os usuários estão cada vez mais usando um sistema de fornecimento de energia alternativo – os sistemas de esteiras porta cabos.

Graças às suas especificações anticorrosão e resistentes ao desgaste, eles são capazes de suportar os ambientes operacionais exigentes como de siderurgias. Os sistemas tem um design simples e muito fácil de instalar.

O sistema de esteiras porta cabos

As esteira porta cabos são projetadas para ser um sistema eficiente e eficaz em diversas aplicações. Os cabos são guiados com segurança no sistema com separadores internos, de forma que eles nunca se cruzem e se enrosquem.

Para alívio de tensão, os cabos são firmemente presos e podem ser fácil e individualmente liberados para reparo ou substituição. Enquanto nos sistemas de Festoon, um cabo inteiro pode precisar ser substituído se um condutor for danificado, com esteiras porta cabos, apenas o cabo danificado teria que ser trocado.

Uma vez que a esteira não requer uma estação de estacionamento de loop, um sistema de esteira montado no centro precisa de aproximadamente 50% menos cabo do que um sistema de Festoon.

Isso reduz consideravelmente o estresse mecânico, o peso do sistema e os custos de aquisição. Sem loops suspensos, a janela de operação necessária também é consideravelmente menor do que os sistemas de Festoon.

A instalação é realmente simplificada com o sistema de esteira porta cabos; uma calha guia é instalada na viga do guindaste, e a esteira é preenchida com cabos e então instalada na calha. A extremidade móvel é fixada ao carrinho e os cabos são conduzidos aos seus pontos de conexão.

As esteiras porta cabos já podem ser preenchidas com cabos pelo fabricante da esteira, tornando a instalação ainda mais simples. Movimentos horizontais, verticais, rotativos e tridimensionais também podem ser alcançados.

Enquanto as rodas festoon, cabos de choque e rolamentos estão marcados para desgaste e requerem substituição ou lubrificação, as esteiras não precisam de manutenção, precisando apenas de inspeções visuais básicas para garantir que o sistema está em boas condições de funcionamento.

Devido ao design limpo e durável, a esteira está comprovada para suportar os ambientes mais exigentes.

O vento, sujeira, diferentes temperaturas não são páreos para o sistema, pois os cabos são guiados com segurança e não podem ser presos em nenhum ponto e nem danificados com facilidade.

O raio de curvatura predefinido também evita que os cabos sejam curvados abaixo do raio de curvatura recomendado pelo fabricante, o que às vezes ocorre com festoons pendentes.

Para proteção adicional, as esteiras estão disponíveis com roletes integrados para cursos extremamente longos, assim como materiais especiais para resistência química.

A esteira porta cabos robusta pode ser configurada de muitas maneiras diferentes, desde o uso em carrinhos de guindaste em altas velocidades até o gerenciamento de longos percursos em pistas com requisitos especiais.

Então, para resumir… substituindo os sistemas Festoon por sistemas de esteiras porta cabos igus® é possível:

  • Ter sistemas mais resistentes a condições climáticas e ambientes adversos – sob diversas temperaturas, vento, sujeira…
  • Ter uma baixa necessidade de manutenção, menos paradas não planejadas e maior confiabilidade do sistema – uma vez que a vida útil é calculada antecipadamente.
  • Não é necessária nenhuma unidade de controle adicional – menos força de acionamento necessária e menos energia.
  • Redução de até 50% do comprimento dos cabos
  • Eliminam a questão de cabos enroscados e outros problemas que acarretam a necessidade de paradas para manutenção – podendo realocar os esforços e tempo do time de manutenção em outras atividades.
  • Ter um design feito para economizar espaço

Você pode ler mais sobre essa substituição e comparativo em nosso site:

https://www.igus.com.br/info/industria-substitua-sistemas-festoon

Para maiores informações de soluções que podem ser empregadas em siderurgias para reduzir a manutenção e os custos, acesse: https://www.igus.com.br/info/industria-siderurgia

 

Escrito por: igus® – plastics for longer life® 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *