DDS – Diálogo diário Segurança

Luis Cyrino
28 fev 2016
1
6921

DDS – Diálogo diário de Segurança

DDS – Trata-se hoje em dia, de uma das ferramentas mais utilizada pela Segurança do Trabalho que constitui basicamente num “bate papo” durante um pequeno espaço de tempo com duração de até 20 minutos.

É recomendado por muitos que seja realizado antes do início das atividades diárias na empresa e, para a discussão e instruções básicas junto as equipes, de assuntos ligados à segurança e saúde.

Temas referentes principalmente ao seu ambiente de trabalho e que deve ser utilizada e praticada por todos os colaboradores.

Objetivo

Essa ferramenta muito utilizada hoje pelas empresas tem como propósito prevenir os acidentes e doenças ocupacionais por meio de um diálogo. Seu objetivo é para que os colaboradores tomem ciência de todos os perigos e situações de riscos do dia a dia.

Ao mesmo tempo corrobora com a interação entre a equipe, gestão e técnicos de segurança além de ser um instrumento de diversificação e multiplicação de conhecimento e ideias de melhoria.

Apesar da ferramenta do DDS ainda não constar como item descrito em norma regulamentadora, seu grande uso nos dias de hoje, com certeza se encaixa na NR-1 capítulo 1.7 – item “C”

1.7. Cabe ao empregador: 

  1. c) informar aos trabalhadores: (101.003-4 / I1)  

I – os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;

II – os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;

Instruções recomendadas

– Cada setor de trabalho deve fazer o seu DDS e procurar elaborar temas relevantes com a área, identificando os possíveis perigos / riscos relacionados com as atividades do setor.

– Para controle de participação, preparar um documento impresso para cada tema do dia e elaborar a lista de colaboradores do setor e colher as assinaturas e justificativa de quem não participou e em seguida arquivar fisicamente esse documento e também em arquivo eletrônico.

– Os temas precisam ser atualizados e bem didáticos, com linguagem simples, de fácil compreensão e que retratem situações do cotidiano do setor.

– A condução do DDS deve ser do gestor da área mas vejo como relevante a participação de toda equipe para expor dúvidas e sugestões, como diz o nome da ferramenta, é um diálogo e não um monólogo.

– Sempre importante a participação de algum técnico de segurança em temas mais polêmicos, ou mesmo de alguém com conhecimento técnico suficiente sobre determinados temas específicos a serem abordados. A disseminação de conhecimentos de segurança é fundamental, nesse assunto a prevenção é o melhor caminho com certeza.

– Durante o DDS pode surgir entre as equipes algumas sugestões então é importante sempre que necessário, elaborar novos ou revisar todos os procedimentos de trabalho das equipes de forma que contemplem todas as instruções de segurança e prevenção de doenças.

– É recomendado que o local da realização do DDS seja “em campo” ou seja, no local de trabalho de cada setor, dependendo do setor e do tema abordado fica fácil a demonstração e visualização de potenciais riscos que envolvem as atividades de cada um.

Conclusão

Como podemos observar até agora no exposto dessa matéria, o DDS é uma ferramenta excepcional para conscientização e disseminação de boas práticas de segurança principalmente no “chão de fábrica” pois é onde acontecem as maiores incidências de acidentes.

Na Manutenção então nem se fala, pois todos os profissionais se envolvem em todos os setores da empresa, portanto os riscos são bem maiores. Conheça outra ferramenta muito boa no combate aos problemas de segurança, clique aqui e conheça a Blitz de Segurança. Com certeza você vai querer aplicar em sua empresa.

Comentários

Uma resposta para “DDS – Diálogo diário Segurança”

  1. Sebastião Faria disse:

    Considero o DDS uma excelente ferramenta de informação sobre segurança , higiene e organização, tive a oportunidade de trabalhar em uma empresa que leva a sério essa política muito contribuiu para minha vida profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *