Mentalidade de risco aplicada à Manutenção

Luis Cyrino
31 jan 2019
2
1689

Mentalidade de risco aplicada à Manutenção

Mentalidade de risco é uma abordagem que tem sido citada e recomendada na norma ISO 9001:2015. Esse conceito visa incentivar as pessoas para a pratica de avaliar riscos, ou seja, orientar a todos os colaboradores da empresa para ter um pensamento sobre os riscos de suas ações.

Em outras palavras, sempre que for necessário tomar algumas ações, que as pessoas tenham um pensamento sobre as possíveis ameaças ou oportunidades existentes antes de agir.

Exemplo: preciso fazer algumas adaptações no sistema elétrico de um painel por falta de itens originais, mas quais as possíveis consequências podem acontecer se eu fizer isso?

Ou, se eu fizer isso poderei otimizar as funções de alguns itens a ponto de melhorar o processo de funcionamento do sistema? Notem que a partir de uma necessidade, aplicando a mentalidade de risco eu pude trabalhar preventivamente avaliando possíveis ameaças e ao mesmo tempo encontrei uma oportunidade de melhoraria do sistema.

Mentalidade de risco segundo a norma

A mentalidade de risco é citada na norma ISO 9001:2015 no item 0.3.3 conforme descrita a seguir:

0.3.3 Mentalidade de risco

A mentalidade de risco é essencial para se conseguir um sistema de gestão da qualidade eficaz. O conceito de mentalidade de risco estava implícito nas versões anteriores desta Norma, incluindo, por exemplo, realizar ações preventivas para eliminar não conformidades potenciais, analisar quaisquer não conformidades que ocorram e tomar ação para prevenir recorrências que sejam apropriadas aos efeitos da não conformidade.

Para estar conforme com os requisitos desta Norma, uma organização precisa planejar e implementar ações para abordar riscos e oportunidades. A abordagem de riscos e oportunidades estabelece uma base para o aumento da eficácia do sistema de gestão da qualidade, conseguir resultados melhorados e para a prevenção de efeitos negativos.

Oportunidades podem surgir como resultado de uma situação favorável ao atingimento de um resultado pretendido, por exemplo, um conjunto de circunstâncias que possibilite à organização atrair clientes, desenvolver novos produtos e serviços, reduzir desperdício ou melhorar produtividade.

Ações para abordar oportunidades podem também incluir a consideração de riscos associados. Risco é o efeito da incerteza, e qualquer incerteza pode ter um efeito positivo ou negativo. Um desvio positivo proveniente de um risco pode oferecer uma oportunidade, mas nem todos os efeitos positivos de risco resultam em oportunidades.

Ainda segundo a ISO 9001:2015, diz que a norma em questão, habilita uma organização a usar a abordagem de processo, combinada com o ciclo PDCA e a mentalidade de risco, para alinhar ou integrar seu sistema de gestão da qualidade com os requisitos de outras normas de sistemas de gestão.

Não confundir “Gestão de risco” com “Mentalidade de risco”

Esses termos são parecidos, mas com uma diferença bem simples e entendível, mas que tem ao final das contas suas ligações entre seus conceitos.

Quando falamos em “Gestão de risco”, estamos nos referindo aos processos de uma empresa que são baseados em procedimentos.

Agora ao falarmos sobre a “Mentalidade de risco”, estamos nos referindo ao modo como as pessoas devem agir no seu dia a dia, deve fazer parte da cultura das pessoas.

Mentalidade de risco aplicada à Manutenção

A função Manutenção é dotada de muitas atividades onde essa premissa se faz muito importante e por vários motivos. Em todas as vezes que um profissional de manutenção estiver agindo será necessário aplicar esse conceito.

Usar o conceito da mentalidade de risco pode evitar muitos problemas que por vezes simplesmente não avaliamos a situação e vamos logo agindo.

Quem trabalha na manutenção sabe bem o que estou dizendo, as vezes na ansiedade de resolver um problema rapidamente, acabamos por complicar as coisas ou perdemos a oportunidade de “enxergar” possibilidades de melhorias.

Por isso usar esse conceito só traz benefícios e como se trata de uma cultura, é necessário a gestão da Manutenção trabalhar isso. Eu teria 3 dicas que posso compartilhar, no meu entender, que seriam as seguintes:

1. Mentalidade de risco quanto à segurança

É inevitável que em todas as atividades de manutenção sempre teremos a presença oculta de alguns riscos. Por isso aplicar aqui a mentalidade de risco é uma necessidade, identificar possíveis situações que podem levar a algum incidente ou acidente.

É importante toda a equipe de manutentores praticar essa avaliação dos riscos antes de iniciar de fato qualquer atividade.

2. Mentalidade de risco quanto a solução de problemas

Uma outra maneira e eficaz de praticar a mentalidade de risco é quando se vai fazer uma manutenção, principalmente uma corretiva.

Normalmente vamos chegando e já colocando “a mão na massa” e com certeza deixamos de entender primeiro o porquê estamos fazendo aquela intervenção.

Avaliar a situação e o ambiente ao seu redor pode lhe trazer informações importantes e contribuir para no mínimo metade da solução de um problema.

 3. Transformando riscos em oportunidades

Praticando os itens anteriores, temos tudo para colocar em prática a nossa visão quanto as possibilidades de melhorias.

Quando trabalhamos nossas ações no pensamento da mentalidade de riscos, enxergamos mais longe. Conseguimos com certeza a nos antecipar a problemas e como evita-los fazendo mais e melhor.

Sempre devemos ter em mente que toda situação difícil, de risco, pode trazer as possibilidades e oportunidades de melhorias. PENSE NISSO!!!

Conclusão

A Manutenção é hoje sem dúvida uma área estratégica e ponto final, quem pensa assim muito que bem, quem não pensa assim passou da hora de mudar seus conceitos.

Portanto, vamos adotar essa mentalidade de risco e assumir um protagonismo na empresa como uma área de resultados. Se você tem problemas na Manutenção e precisa de ajuda, entre em contato conosco que podemos lhe ajudar com nossas soluções em treinamentos e consultoria.

Comentários

2 respostas para “Mentalidade de risco aplicada à Manutenção”

  1. A era do agir de forma irresponsável, sem medir consequências apartir de uma cultura que visa escapar ileso do que pensa e faz, acabou! Estamos em um momento onde a mentalidade de risco é imprescindível não apenas no trabalho mas em toda a nossa vida.
    Texto elucidador e provocativo, parabéns amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *