Educação e Treinamento implantação

Luis Cyrino
11 mar 2018
0
512

Pilar Educação e Treinamento e sua implantação

Educação e Treinamento, um dos pilares base da metodologia TPM, e como dito anteriormente, é um processo de aprendizagem contínua. E no pilar da Educação e Treinamento como em todos outros, temos algumas etapas para sua implantação.

Etapas do pilar da Educação e Treinamento

Vejamos a seguir uma síntese das várias etapas de implantação do pilar de Educação e Treinamento.

Etapa 1 – Definir políticas básicas de educação e treinamento

Essa etapa consiste no estabelecimento de políticas básicas e das prioridades e metas em termos de capacitação dos funcionários principalmente os envolvidos diretamente com a MA. Em suma, nesta etapa são definidas as diretrizes e prioridades de treinamentos para dar o devido suporte as etapas seguinte em busca de seus objetivos.

Como metas podemos exemplificar indicadores tais como:

  • Horas de treinamento em geral/mês;
  • Média horas treinamento por funcionário/mês;
  • Número de LPP elaboradas – lição ponto a ponto/mês.
  • Número etiquetas azuis resolvidas/mês.

Etapa 2 – Estruturar o programa de desenvolvimento dos treinamentos

Importante estabelecer as condições ideias para com os objetivos da empresa e confrontar com a situação atual, ou seja, onde estamos e para onde queremos chegar.

Consiste na identificação de forma abrangente das habilidades e conhecimentos necessários para desenvolvimento, principalmente para cada passo da MA. Durante esta fase, a empresa precisa definir de forma clara e objetiva como deverá ser seu programa de desenvolvimento de todos os seus colaboradores.

E esse programa de desenvolvimento deve considerar e ir ao encontro dos seus objetivos e metas globais da empresa. Isso deve levar em consideração as áreas críticas, ou seja, onde são identificadas as maiores perdas.

Etapa 3 – Desenvolver habilidade em operação e manutenção

Nessa etapa é preciso identificar os níveis de habilidade desejados para cada um dos envolvidos com o pilar da Manutenção Autônoma. Dessa forma assim planejar o desenvolvimento das atividades de treinamentos necessários.

Isso deve ser feito mapeando as habilidades requeridas para cada nível dos profissionais da operação e manutenção. Em seguida com essas informações elaborar e implementar a matriz por competências.

Necessário a partir disso, criar uma sistemática de avaliação considerando a situação atual até pós treinamento. Não menos importante é a elaboração de um programa de multiplicadores, pessoas capazes de disseminar o conhecimento entre os membros da equipe. Os passos básicos nesta etapa e esperados são:

  1. Mapear conhecimentos e habilidades;
  2. Identificar o nível de conhecimento e habilidades;
  3. Elaborar a Matriz por competências;
  4. Definir os métodos de avaliação;
  5. Formação de multiplicadores.

Etapa 4 –   Estabelecimento e início desenvolvimento e treinamento de habilidades

Essa etapa é desenvolvida em paralelo a etapa anterior, uma vez que é nessa etapa que são definidos os planejamentos de longo prazo que irão compor a matriz de habilidades.

São definidos os materiais e conteúdo dos treinamentos que serão necessários para eliminar as divergências das competências requeridas.

Para cada treinamento fica estabelecido a forma de como será ministrado, em sala, externamente ou será um plano de autodesenvolvimento.

Etapa 5 –   Consolidação do ambiente de desenvolvimento voluntário

Nessa etapa, o pilar de ET busca criar esse ambiente de treinamentos também como forma de estimular o autodesenvolvimento.

São ambiente criados para a autoaprendizagem como bibliotecas com manuais, apostilas, catálogos de fornecedores entre outros, computadores com vídeo aulas (e-learning), informações relevantes via intranet, etc.

Etapa 6 –   Avaliação das atividades e planejamento futuro

Essa etapa consiste na revisão da matriz por competências e dos processos de treinamentos. Também da descrição de cargo para cada função que agora se tornam necessários para a empresa, para sustentar as mudanças já implementadas.

Conclusão

Como todas as etapas dos pilares da metodologia TPM, importante definir alguns indicadores para o pilar de educação e treinamento. Lembrando que tudo o que é planejado é preciso ser controlado e os indicadores são fundamentais.  O importante é definir indicadores que demonstrem a efetividade das atividades do pilar.

Então podemos concluir que esse pilar da educação e treinamento é de extrema importância para a concretização dos objetivos da metodologia TPM.

O Manutenção em foco pode ajudar sua empresa que tem como objetivo implantar essa metodologia com um treinamento sobre os quatro pilares básicos da TPM. Confira no link abaixo nosso escopo de serviços e veja que podemos ajudar em muitos outros tipos de necessidade. Confira e entre em contato para maiores detalhes ou solicite uma visita técnica para uma avaliação.

https://www.manutencaoemfoco.com.br/servicos/

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *