LUP – Lição de Um Ponto

Luis Cyrino
26 ago 2018
0
1110

LUP – Lição de Um Ponto

LUP – Lição de Um Ponto também conhecida como LPP – Lição Ponto a Ponto, é uma ferramenta muito difundida na metodologia TPM. É uma forma de transmitir conhecimento através de informações simples principalmente por meio de desenhos.

A ideia da LUP ou LPP é transmitir uma informação de tal forma que qualquer pessoa consiga entender e aplicar apenas olhando e lendo seu conteúdo.

Baseado na metodologia TPM, a utilização da LUP como ferramenta para disseminação de conhecimento, é considerado um dos três tesouros do pilar da Manutenção Autônoma. Os outros dois são as reuniões do grupo autônomo e o quadro de atividades referente a cada etapa de implantação do pilar MA.

Fica claro que o foco da ferramenta é o de educar, treinar e capacitar de modo rápido e objetivo sobre temas relacionados à operação e atividades em geral.

Conteúdo da LUP

A base da ideia de uma LUP é que o seu conteúdo seja de fácil compreensão, com figuras e desenhos representando a situação e pouca escrita. Todo seu conteúdo deve ser representado numa única folha, sem a preocupação de desenhos “perfeitos” e tudo feito à mão.

A ideia deve ser passada até 10/15 minutos em forma de apresentação para grupos onde a uniformidade de conhecimento é necessária.

Nesse tipo de ferramenta, o mais importante é as pessoas não terem a preocupação de buscar a perfeição na execução da LUP. Como tudo deve ser feito manualmente, a ideia básica é se importar com o que se pretende passar, de forma clara e objetiva.

Quando usar a LUP

Esse método de transmissão de conhecimento conforme a metodologia TPM, demonstra-se mais eficiente para passar conhecimentos necessários aos membros dos grupos autônomos. Tudo para buscar o completo domínio de suas máquinas, processos, instalações e ambiente de trabalho.

Esse modelo de transmissão de conhecimento deve ser realizado em várias situações do dia a dia, tais como:

Conhecimentos básicos: Quando identificado algumas dificuldades na equipe no seu dia a dia quanto aos processos de produção. Ou seja, são todos aqueles itens que precisam ser conhecidos por todos da equipe para o desenvolvimento de suas atividades no dia-a-dia.

Necessidades de melhorias: Toda situação onde se identificar oportunidades de melhorias nas suas formas de trabalho. As ideias surgem à medida que o pessoal passa a se reunir e trocar sugestões sobre seus métodos de trabalho. A equipe do pilar MA deve sempre buscar disseminar o conhecimento e sugestões de forma a que todos tenham a mesma informação.

Identificação de problemas: São situações onde a equipe identifica certos problemas que podem ser resolvidos uniformizando algumas informações. É uma regulagem que cada turno faz de um jeito por exemplo, isso pode ser resolvido aplicando o melhor método e por meio de uma LUP. Isso cria um padrão para toda a equipe e evita a reincidência de problemas simplesmente por meio da disseminação de informações.

Registro da LUP

Usa-se como critério que cada LUP criada deve receber uma identificação para registro, segundo a metodologia TPM. Deve conter nesse documento um número para identificação, título baseado no que se pretende transmitir e data de sua confecção.

Temos também um local na própria LUP onde se registra os participantes treinados e as respectivas datas. Normalmente todas essas informações são repassadas para um registro nos documentos do pilar MA.

Conclusão

Vemos que a LUP é uma ferramenta muito simples e eficaz que dissemina conhecimento principalmente nos grupos autônomos. Importante salientar que a participação do pessoal do pilar da Manutenção planejada é essencial em várias etapas do pilar MA.

Outro item a destacar é que qualquer pessoa com capacidade sobre um determinado tema, podem elaborar e replicar seus conhecimentos através dessa ferramenta.

Essa ferramenta que fique claro, pode ser usada mesmo que a metodologia não esteja sendo usada pela empresa. Como já me referi em outros artigos, uma ótima estratégia que uma empresa poderia adotar é a implantação dos 4 pilares base da metodologia TPM.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *