Canteiro de obras e a Manutenção de ativos

Luis Cyrino
8 mar 2020
0
911

Canteiro de obras e a Manutenção de ativos

Canteiro de obras é um termo utilizado para os lugares onde se executa serviços diversos de um projeto como uma construção civil, obras em estradas, instalações metálicas, entre outras. Esse canteiro de obras normalmente é uma instalação de trabalho fixo e provisório onde serão alocados os recursos de pessoal, materiais, máquinas e equipamentos diversos.

Dentre as mais variadas necessidades de um bom planejamento num canteiro de obras, uma que traz bastante dificuldade é a manutenção das máquinas e equipamentos necessários para a execução dos serviços.

NR-18 e a Manutenção de ativos em canteiro de obras

A norma regulamentadora NR-18 estabelece diretrizes de ordem administrativa, de planejamento e de organização, que objetivam a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção. E traz em seu conteúdo as recomendações quanto a manutenção de máquinas e equipamentos, conforme citado abaixo:

18.22.9. As máquinas, equipamentos e ferramentas devem ser submetidos à inspeção e manutenção de acordo com as normas técnicas oficiais vigentes, dispensando-se especial atenção a freios, mecanismos de direção, cabos de tração e suspensão, sistema elétrico e outros dispositivos de segurança. (118.474-1 / I2);

18.22.11. As inspeções de máquinas e equipamentos devem ser registradas em documento específico, constando as datas e falhas observadas, as medidas corretivas adotadas e a indicação de pessoa, técnico ou empresa habilitada que as realizou. (118.476-8 / I1).

Disponibilidade de máquinas e equipamentos

O bom andamento do cronograma de serviços num canteiro de obras tem vários fatores interligados para que isso aconteça. E um desse fatores que mais podem “pesar” para que isso aconteça é a disponibilidade de máquinas e equipamentos.

Como seguir com uma obra dentro do prazo se as quebras e falhas não param de acontecer nas máquinas e equipamentos? Afinal nessa necessidade de deslocamento de vários tipos de ativos para um canteiro de obras, normalmente se envia o que é necessário.

Não entra nessa conta via de regra, enviar máquinas ou equipamentos reservas para suprir eventuais necessidades. E isso também precisa ser bem planejado porque depende de onde é essa obra, se perto ou muito longe da base da empresa prestadora de serviços.

E a Manutenção como fica nessa situação?

As empresas nesse segmento têm muito a se planejar quando fecham contratos de obras em diversos lugares, perto ou longe de sua base. Você ter um planejamento de manutenção de ativos num local fixo e permanente é uma coisa, agora ter que fazer isso com máquinas e equipamentos que sempre estão alocados em obras é bem diferente. E convenhamos, estamos falando muitas vezes de ativos caros como retroescavadeiras, tratores de esteiras, caminhões Off Road, entre outros.

Como minimizar essa dificuldade

Dependendo da situação que são diversas, devemos minimizar as dificuldades com a manutenção de máquinas e equipamentos num canteiro de obras. E como podemos fazer isso? A seguir elenco algumas ações que julgo essenciais ou necessárias para manter esses ativos dentro de suas programações de manutenção e disponíveis:

Limpeza

Um canteiro de obras normalmente requer muitos cuidados com a limpeza do ambiente e de máquinas e equipamentos. É como as máquinas agrícolas que ficam sempre expostas a muita poeira e intempéries do tempo. A sujidade é um componente perigoso que pode interferir no bom funcionamento de máquinas e equipamentos

Lubrificação

A lubrificação é ponto crucial para evitar as paradas indesejadas e deve ser realizada dentro do seu cronograma. “Depois eu faço” ou “a hora que der eu lubrifico”, são expressões e atitudes inadmissíveis num canteiro de obras. E requer uma atenção redobrada quanto ao primeiro item da lista, a limpeza antes e depois da lubrificação.

Inspeções de rotina

Um dos pontos chave da manutenção é sem dúvida as inspeções de rotina, seja ela realizada pela manutenção e/ou pela operação. Elaborar um check list de itens a serem inspecionados dentro de suas periodicidades, é vital para evitar muitas surpresas.

Planos de Manutenção

Uma das estratégias da manutenção é com certeza a preventiva, e que requer um plano de manutenção de cada tipo de ativo. Deve ser baseado no manual do fabricante e no histórico de intervenções, respeitando sempre a periodicidade pré-definida no cronograma de intervenções.

Equipe de suporte

Um dos diferenciais para manter esses ativos disponíveis num canteiro de obras, é ter uma equipe de suporte de manutenção. Para cada necessidade conforme a localidade da obra, definir uma equipe de profissionais de manutenção para atendimento. Isso pode ser em momentos eventuais ou durante a obra, é uma questão de a gestão da manutenção definir o que é melhor.

Terceirização

Uma das “saídas” viáveis e dependendo da localidade e distância da base, contratar um serviço de manutenção terceirizada. E também pode contar com a terceirização de máquinas e equipamentos também, tudo definido conforme necessidade e viabilidade dos custos.

Sobressalentes

Um dos fatores que sempre “pesa” na hora da necessidade de uma manutenção é a questão dos sobressalentes. Principalmente quando se trata de uma manutenção corretiva que ao precisar de um certo item, precisa comprar a toque de caixa. Definir uma política de sobressalente é muito importante para a área de manutenção de máquinas e equipamentos.

Veja mais sobre sobressalentes de Manutenção, clique no link abaixo:

https://www.manutencaoemfoco.com.br/estoque-da-manutencao/

Estratégias de Manutenção

E por fim, um dos principais tópicos, é a definição de uma política de Manutenção definida pela gestão da empresa. É a definição de como a Manutenção vai trabalhar para manter máquinas e equipamentos disponíveis e confiáveis.

Importante para isso é definir a criticidade dos ativos usando a metodologia da classificação ABC. Então podemos assim definir as estratégias da Manutenção como corretiva, preventiva, preditiva e outros métodos.

Veja mais sobre a Manutenção Preventiva, clique no link abaixo:

https://www.manutencaoemfoco.com.br/estrategia-manutencao-usando-preventiva/

Conclusão

Não pense em fazer, faça uma gestão da Manutenção de forma a contemplar as necessidades de máquinas e equipamentos. A empresa que negligencia a Manutenção como uma área estratégica, só vai amargar prejuízos, perder contratos e clientes.

Se as coisas não estão dando certo, é hora de investir em seus ativos com as estratégias certas e o Manutenção em Foco é uma solução. Entre em contato conosco que podemos resolver seus problemas na gestão de máquinas e equipamentos.

Fonte da norma NR-18:

https://enit.trabalho.gov.br/portal/images/Arquivos_SST/SST_NR/NR-18.pdf

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *