Como aumentar a vida útil dos compressores

Luis Cyrino
31 mar 2022
0
545

Como aumentar a vida útil dos compressores

Compressores de ar são equipamentos de muita importância na indústria — e a boa gestão de manutenção deles é essencial para que funcionem de maneira eficaz, sem falhas, e não atrapalhem o ritmo da produção.

Saiba como evitar falhas em compressores de ar

Além de fornecer o ar comprimido às aplicações industriais, os compressores permitem o funcionamento de diversas máquinas e ferramentas — pois o ar comprimido é usado como condutor de energia.

Por isso é tão importante que o desempenho — e consequentemente, a manutenção — desses equipamentos seja de alto nível.

Os compressores atuam em:

  • Pistolas de pintura eletrostática e outras;
  • Compressores de ar para serviços gerais;
  • Compressores de ar para sistemas industriais;
  • Compressores de gás ou de processo;
  • Compressores de refrigeração;
  • Compressores para serviços de vácuo.

A qualidade em plantas industriais depende diretamente da gestão dos ativos e os compressores de ar são fortes aliados na busca pela maior produtividade.

Quais são os tipos de compressores de ar?

Eles podem ser classificados em dois tipos:

  • Volumétrico (ou de deslocamento positivo): eleva a pressão por meio da redução do volume ocupado pelo gás. Após o processo, o ar pode ser utilizado como condutor de energia quando necessário. Esse modelo de compressor possui dois eixos rotativos em forma de parafuso, que giram em sentidos opostos, criando uma engrenagem. Tem como subcategorias: ejetor, centrífugo e axial.
  • Dinâmico (ou turbo compressor): eleva a pressão por meio da conversão de energia cinética em energia de pressão do ar. Ao entrar em contato com impulsores em alta velocidade, o ar é acelerado e recebe energia cinética, para então ser expelido lentamente por difusores. Tem como subcategorias: rotativos roots, palhetas parafusos e alternativos, que por sua vez se divide em diafragma e pistão.

Manutenção de compressores de ar

Primeiro, é importante mencionar que as recomendações de uso descritas no manual do fabricante devem ser respeitadas. A manutenção também deve ser recorrente e contar com um plano estratégico baseado no manual de operação e serviço do ativo.

Uma boa gestão de manutenção antecipa falhas e toma medidas para combatê-las antes mesmo que elas aconteçam. A manutenção preditiva faz justamente isso, e aliada a ferramentas de  e gestão de ativos, é uma ferramenta eficaz para prolongar a vida útil dos compressores.

Quando os compressores ficam mais antigos, custos de manutenção consequentemente aumentam, porque são exigidas peças de reposição difíceis de se encontrar ou mais complexas e mão de obra mais especializada. Por isso a importância de um plano estratégico focado nos compressores.

Algumas práticas são comuns na manutenção de compressores de ar. Assim, com a manutenção preditiva, é possível antecipar e evitar falhas repentinas. Confira os principais reparos abaixo:

  • Substituição de mangueiras e engates;
  • A substituição do lubrificante utilizado;
  • Troca do filtro de ar.

Como prolongar a vida útil dos compressores?

Com objetivo de manter os compressores de ar em ótimo estado por mais tempo e implementar ações preditivas eficazes, algumas ferramentas são essenciais. Ao aumentar a vida útil das máquinas, a empresa também otimiza os custos de operação e melhora a produtividade.

O acompanhamento e uma rotina de atividades periódicas para monitorar o ativo pode ajudar a prolongar a vida útil do ativo. São cuidados simples, mas que fazem a diferença. Confira alguns deles abaixo:

  • Limpeza de válvula de retenção antes de usar o aparelho;
  • Limpeza periódica (de preferência, semanal) do compressor, a fim de evitar acúmulo de resíduos;
  • Posicionamento do aparelho com uma distância de 30 cm da parede quando estiver em uso, o que permite a ventilação e evita a contaminação do ar que está sendo comprimido;
  • Verificação periódica do nível de óleo e lubrificação, realizando as trocas de acordo com o que recomenda o fabricante;
  • Limpeza do filtro do compressor, pelo menos três vezes por semana (a depender do ambiente em que a máquina opera);
  • Verificação diária de possíveis vazamentos (que podem gerar explosões) e fissuras (que afetam a pressão do compressor);
  • Verificação diária da tensão das correias e das serpentinas resfriadoras (evitando que elas soltem ou se rompam por conta da vibração).

Mais uma medida para implementar a manutenção preditiva, e talvez a mais importante, é que a empresa pode optar por plataformas de monitoramento online e gestão de ativos.

Um exemplo é a TRACTIAN, que usa sensores para monitorar o compressor em tempo real, analisando vibração, temperatura e horimetro do equipamento, alertando o gestor de manutenção sobre possíveis anomalias identificadas, folgas mecânicas ou desalinhamento.

Fale com um dos especialistas da TRACTIAN e  agende uma demonstração para conhecer o sistema preditivo. 

 

Escrito por: TRACTIAN – Monitoramento online

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *