Manutenção prescritiva: futuro da indústria

Luis Cyrino
22 ago 2022
0
1889

Manutenção prescritiva:  futuro da indústria

A Manutenção prescritiva, surgiu com a evolução dos processos industriais ao longo das últimas décadas e o advento da indústria 4.0. Prever falhas e possíveis paradas nos processos de produção tornou-se algo essencial para garantir tanto a disponibilidade quanto a  confiabilidade dos ativos.

Neste artigo, você vai entender o que é, como funciona e quais as vantagens da manutenção prescritiva dentro da indústria 4.0.

Evolução da Manutenção

Para falar de manutenção prescritiva, é preciso conhecer o que veio antes dela. Desde a primeira Revolução Industrial, a evolução das ferramentas de gestão de ativos é ditada pela tecnologia.

No início, a manutenção corretiva era mais comum na indústria, na rotina do quebra e conserta. Nela, não há análise prévia da saúde do ativo e a manutenção só é feita após a falha.

Ou seja, na maior parte dos casos, ela é a que gera maiores impactos financeiros, já que as falhas significam mais atrasos na produção e gastos com atividades de reparo não planejadas.

Depois, as indústrias passaram a adotar a manutenção preventiva, que, como diz o nome, tem como objetivo a prevenção de falhas.

Trata-se de inspeções de tempos em tempos, para realizar atividades planejadas de manutenção, como revisões de máquinas e equipamentos, lubrificação de rotina, inspeções, substituições de peças por validade etc. Suas vantagens incluem a otimização de recursos, prevenção de acidentes e melhor desempenho da operação.

Com o avanço da tecnologia, surgiu a manutenção preditiva, que por sua vez, traz o monitoramento da condição dos ativos como protagonista para a tomada de decisão nas ações de manutenção. O objetivo é que a análise de falhas frequentemente diminua a chance de desgaste e danos nos equipamentos.

O monitoramento online de ativos eleva a manutenção preditiva em outro patamar, pois permite a coleta e análise de dados em tempo real sobre a saúde de um ativo.

Isso diminui a probabilidade de falhas e, garante a redução de custos com paradas inesperadas. Assim como o melhor planejamento das rotinas de manutenção.

Manutenção prescritiva

Afinal, o que é manutenção prescritiva? De forma simples, ela pode ser definida como a evolução da manutenção preditiva.

No monitoramento online, a coleta e análise de dados é feita em tempo real por sensores IoT acoplados no ativo. Isso faz com que não seja mais necessária a ida do técnico até a planta para avaliar o maquinário.

Os sensores somados a uma plataforma que recebe, classifica e analisa estes dados por meio de inteligência artificial e machine learning, resulta em um ecossistema integrado e assertivo.

Entenda como funciona um sensor IoT

Com dados assertivos sobre a saúde e condição do ativo, é possível maximizar a tomada de decisão, já que os problemas que o ativo pode apresentar serão apontados. E, como também o tipo de manutenção mais adequado a ser realizado.

Ou seja, a análise preditiva de falhas se torna uma análise prescritiva, pois os modos de falha são identificados antes mesmo de acontecerem.

A avaliação da saúde do ativo é automática e atualizada, sem a necessidade de contratar uma terceirizada para realizar essa tarefa.

Imagine como uma espécie de triagem médica, mas de máquinas e equipamentos.  A doença (neste caso, a falha potencial de um ativo) é determinada de acordo com seu nível de criticidade.

Assim, é possível avaliar a necessidade ou não de “consulta”, no caso da manutenção, o deslocamento de um técnico até o local para inspecionar o ativo de perto.

O futuro da indústria

A manutenção prescritiva pode ser entendida como um passo à mais na evolução das técnicas de manutenção. E, por mais que pareça distante, esse tipo de tecnologia já é uma realidade. As indústrias que adotam esse tipo de análise diagnóstica, aliando manutenção preditiva e prescritiva, conseguem melhorar não só os recursos, mas o tempo no seu dia a dia.

 O sistema preditivo da TRACTIAN, por exemplo, que une os sensores IoT ao software de gestão da manutenção TracOS™, traz todas as funcionalidades que aliam manutenção preditiva e prescritiva, além do monitoramento online e gestão automatizada das ordens de serviço.

                                                                  Ordem de Serviço emitida no TracOS™

Com ele, é possível obter a análise dos dados de saúde de um ativo, verificar métricas, gerar relatórios e indicadores. E também, atualizar o estoque e ordens de serviço, automatizar preventivas e organizar toda a cadeia de procedimentos  das rotinas da manutenção industrial.

A própria inteligência artificial da plataforma indica quais são as possíveis causas da falha no ativo. E quais ações devem ser tomadas para resolvê-las.

                                                    Prescrição de falha realizada pelo sistema preditivo da TRACTIAN

A indústria que implementa possui vantagem comparada à suas concorrentes, já que a manutenção prescritiva desponta como uma das tecnologias mais eficientes do setor.

Fale com um especialista da TRACTIAN, agende uma demonstração e encare o futuro da manutenção.

Escrito por: TRACTIAN – Monitoramento online

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *