Espaço confinado, um sério risco!!

Luis Cyrino
2 dez 2021
2
1362

Espaço confinado, um sério risco

Espaço confinado é qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída. E cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio.

A norma regulamentadora que trata do trabalho humano em espaço confinado é a NR-33. Essa norma estabelece requisitos mínimos para avaliação, monitoramento, reconhecimento dos espaços confinados para garantir a saúde e a segurança do trabalhador.

Portanto qualquer espaço limitado ou restrito para entrada ou saída de pessoas é considerado como espaço confinado. Como exemplos no meio industrial podemos citar: os tanques atmosféricos, vasos de pressão, torres de processo, reatores, silos, caixas de passagem, tanques de carga, tanques hidráulicos, fornos, dutos de ventilação, entre outros.

Classificação de espaço confinado

Segundo a agência federal dos EUA, o NIOSH – National Institute for Occupational Safety and Health, “espaço confinado é aquele que, em função do projeto, possui aberturas limitadas de entrada e saída; ventilação natural deficiente; o ar ambiente pode conter ou produzir contaminantes perigosos e o local não se destina a ocupação contínua de um trabalhador”.

O NIOSH divide os espaços confinados em três classes:

Classe A – quando o espaço confinado apresenta atmosfera Imediatamente Perigosa à Vida ou à Saúde (IPVS);

Classe B – o espaço confinado tem o potencial de causar acidente ou risco para saúde, se as medidas preventivas não são adotadas, mas não apresenta atmosfera imediatamente perigosa à vida ou à saúde;

Classe C – um espaço confinado em que o perigo potencial não exigiria qualquer modificação especial do procedimento de trabalho.

Medidas de segurança, essencial para espaço confinado

Todos os espaços confinados devem ser considerados inseguros para entrada de pessoas, até que sejam providos de condições mínimas de segurança e saúde. Nesses espaços só é permitida a entrada após emissão de uma permissão para trabalho por escrito.

Deve ser previsto treinamento para os trabalhadores quanto aos riscos a que estão submetidos, a forma de preveni-los e o procedimento a ser adotado em situação de risco, conforme norma ABNT/NBR- 14787.

Além dessa norma técnica e da NR-33 mencionada acima, também trata do assunto de espaço confinado outras normas como as NBR-14606 e NBR -16577.

Responsabilidades

Segundo a norma NR-33, existem reponsabilidades para o cumprimento das medidas de segurança em trabalhos em espaço confinado.

Existem as responsabilidades do empregador e do empregado, como também as medidas técnicas de prevenção.

E outras medidas importantes que fazem parte desse contexto como capacitação e treinamento de reciclagem dos que precisam fazer trabalhos em espaço confinado. Necessário também e essencial, a emissão da PET – Permissão de Entrada de Trabalho para esses ambientes.

Veja o conteúdo completo: norma regulamentadora NR-33

Outro documento de suma importância para esse tipo de trabalho é a elaboração de procedimentos. Conforme item 33.3.3.3 da NR-33 o procedimento para trabalho deve contemplar, no mínimo: objetivo, campo de aplicação, base técnica, responsabilidades, competências, preparação, emissão, uso e cancelamento da Permissão de Entrada e Trabalho, capacitação para os trabalhadores, análise de risco e medidas de controle.

Riscos associados ao espaço confinado

A análise de risco é uma tarefa única para cada empresa e para cada local de trabalho identificado como espaço confinado. É essencial identificar e se antecipar a todos os espaços confinados, avaliando os riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos envolvidos.

As características identificadas em ambientes considerados como espaço confinado, são as dificuldades de movimentação, aberturas e ventilação deficientes e entrada e saída restrita. Com isso os riscos de acidentes de trabalho tornam-se bastante altos e se caracterizam como:

  • Riscos físicos: muito comum nesses ambientes temos o ruído, calor e umidade;
  • Riscos químicos: a possível presença de contaminantes e deficiência de oxigênio;
  • Riscos biológicos: ambientes propícios para micro-organismos patogênicos;
  • Riscos ergonômicos: acesso e movimentação são limitados, podem exigir posturas desconfortáveis ou esforços excessivos;

Manutenção trabalha com isso!!

Espaços confinados são ambientes muito comuns dentro da área industrial, o pessoal da Manutenção sabe bem disso. E por conta de características específicas, requerem bastante cuidado por parte de todos os trabalhadores que interagem direta ou indiretamente com esses locais, a fim de prevenir acidentes.

São vários os ambientes onde a Manutenção precisa intervir e todo cuidado é pouco. Aquele tanque de óleo hidráulico de grande capacidade que precisa ser limpo e checado suas condições. Ou aquela manutenção em fornos rotativos, grandes vasos de pressão, caixas de passagem, etc.

O importante nisso tudo é que os profissionais que precisem atuar em espaço confinado tenham capacitação adequada e treinamentos de reciclagem periodicamente.

E que em todo trabalho atendam às necessidades do uso de equipamentos de proteção, individual (EPI) e coletivo (EPC). E também as medidas de prevenção e controle do entorno do local onde será executado os trabalhos.

 

Fonte:

https://www.3m.com.br/3M/pt_BR/epi/espacos-confinados/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Espa%C3%A7o_confinado

https://www.cdc.gov/niosh/index.htm

Comentários

2 respostas para “Espaço confinado, um sério risco!!”

  1. Parabéns, excelente artigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *