Gemba na Gestão da Manutenção

Luis Cyrino
18 jun 2017
0
3491

Gemba na Gestão da Manutenção

Entendendo o significado de GEMBA

Gemba é um termo japonês que significa “o lugar real”, é de fato onde as coisas acontecem. Nos negócios em geral, refere-se ao local onde o valor é criado e na fabricação, Gemba é o piso ou chão de fábrica.

Pode ser qualquer “site”, como um local de construção, chão de vendas ou onde o provedor de serviços interage diretamente com o cliente.

Fabricação Enxuta

Na fabricação enxuta, a ideia de Gemba é que os problemas são visíveis, e as melhores ideias de melhoria virão de ir para o Gemba. O passeio de Gemba, bem como a Gestão por Andar a pé (MBWA), é uma atividade que leva a gestão na linha de frente para procurar resíduos e oportunidades para praticar Gemba Kaizen, ou melhoria prática no chão de fábrica.

Qualidade

No gerenciamento de qualidade, Gemba significa o piso de fabricação e a ideia é que, se ocorrer um problema, os profissionais da área devem ir lá para entender o impacto total do problema, coletando dados de todas as fontes. Ao contrário de grupos focais e pesquisas, as visitas Gemba não são escritas ou vinculadas pelo que se quer perguntar.

Glenn Mazur introduziu este termo na Implementação da função de qualidade (QFD, um sistema de qualidade para novos produtos, onde a fabricação não começou) para significar o local de negócios ou estilo de vida do cliente.

A ideia é que, para ser orientada para o cliente, é preciso ir ao Gemba do cliente para entender seus problemas e oportunidades, usando todos os sentidos para coletar e processar dados.

Objetivo do Gemba

As caminhadas Gemba denotam a ação de ver o processo atual, entender o trabalho, fazer perguntas e aprender. Também é conhecida como uma parte fundamental da filosofia de gestão Lean.

Taiichi Ohno, executivo da Toyota, liderou o desenvolvimento do conceito do Gemba Walk. É uma oportunidade para a equipe se afastar de suas tarefas do dia-a-dia para andar no chão de seu local de trabalho para identificar atividades desperdiçadas.

O Gemba Walk é projetado para permitir que os líderes identifiquem riscos de segurança existentes, observem condições de máquinas e equipamentos, perguntem sobre os padrões praticados, ganhem conhecimento sobre o status do trabalho e criem relacionamentos com funcionários.

O objetivo do Gemba Walk é entender o fluxo de valor e seus problemas ao invés de rever os resultados ou fazer comentários superficiais. Junto com Genchi Genbutsu ou “Go, Look, See“, Gemba Walk é um dos 5 princípios orientadores Lean que devem ser praticados diariamente por líderes Lean.

Gemba aplicado na Gestão da Manutenção

Como em todas as ferramentas e metodologias existentes, sempre podemos adaptar tirando o que elas têm de melhor e inserir nos processos de Gestão em geral. Acredito que podemos fazer isso na gestão da Manutenção de forma efetiva e como faríamos isso?

Regras básicas

Podemos definir que o sistema Gemba da Manutenção será diário ou dia sim dia não e contará com a participação do Gestor, pessoal do PCM e da Engenharia de Manutenção mais a equipe de manutentores. Sempre podem ocorrer algumas exceções por motivos óbvios, mas via de regra todo esse pessoal estaria convocado.

Acredito que poderíamos definir como tempo razoável, um Gemba até uma hora de duração no máximo, ponto de encontro e horário de início definidos. Isso claro fica a critério de cada um, conforme necessidades, disponibilidade e aplicabilidade.

Outro fator importante é que para ser produtiva, os assuntos sejam restritos aos temas relacionados conforme proposto. Ou seja, cada gestor deverá propor suas regras para implementar essa ferramenta, que acredito ser muito útil.

Sempre vai ter aqueles que irão criticar, que não tem tempo para nada e ficam inventando coisas, é assim que um setor não cresce porque não sabe trabalhar com as ferramentas certas, com disciplina e o desejo de inovar.

Local do Gemba

Alguém pode me questionar e dizer que na área de Manutenção não é o local onde as coisas acontecem, creio que não e, um engano pensar isso. Na minha visão o Gemba voltado para a Manutenção, começa exatamente na área onde ficam os manutentores, local onde está a Gestão à vista, que já falamos em outra matéria. É o local onde se inicia todo o processo ou ciclo do atendimento às áreas “clientes” da Manutenção.

Assuntos do Gemba

Como no sistema original, serão discutidos os “resultados” do dia anterior, ou seja, onde os problemas se evidenciaram e a visão dos indicadores atualizados. Nessa “discussão” todos devem ter a palavra nas questões onde, de alguma maneira tiveram participação nos processos de resolução dos problemas.

É muito importante que algumas questões onde serão necessárias serem discutidas no local exato dos eventos. Isso para melhor esclarecimento dos fatos e também para eventuais sugestões da equipe. Por questões de segurança, as vezes será necessário que se limite o número de pessoas no local do evento, isso é definido caso a caso.

Resultados do Gemba

O que se espera do Gemba na Manutenção?

Registro dos fatos: Alguém deve ser incumbido para anotar os pontos relevantes discutidos e as possíveis ações que se evidenciaram como necessárias e outras necessidades como peças, procedimentos, melhorias, entre outros. Isso posteriormente deve ser afixado no local da Gestão à vista para visão de todos.

Plano de ações: O grande objetivo do Gemba é evidenciar necessidades, às vezes ocultas e que puderam ser visualizadas pela equipe. Agir elencando o que se deve fazer com a descrição das ações necessárias, seus responsáveis e os prazos para sua execução.

Interação da equipe: Tudo que fazemos em equipe e de forma contínua traz consigo uma melhora considerável na comunicação e interação da equipe. Passamos de alguma maneira a conhecer e entender cada vez mais os nossos parceiros do dia a dia, ou seja, o relacionamento interpessoal da equipe tende a melhorar a cada dia.

Comprometimento: Uma vez que a equipe “enxerga” os esforços da Gestão em melhorar os resultados em todos os sentidos, não tem como não se comprometer dando o melhor de si. E isso acaba se evidenciando no dia a dia quando a equipe se esforça e isso acaba contagiando um ao outro.

Conclusão

Acredito muito que esse tipo de Gestão traz resultados expressivos, mostra que o interesse é comum pelos objetivos onde todos querem a mesma coisa. Ou seja, menos quebras, menos problemas nas máquinas e equipamentos, melhorias nos processos entre outros.

E você acha que essa ferramenta funcionaria na sua Manutenção ou mesmo em outra área qualquer. Lembrando que se na sua empresa não se pratica o Gemba, nada impede de você implantar no seu setor e mostrar uma Gestão diferenciada.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *