Desperdícios e redução custos Manutenção

Luis Cyrino
20 maio 2018
2
1023

Desperdícios e redução custos na Manutenção

Desperdícios ou custos, onde se deve focar seus esforços para melhorar esses índices? Ou seja, eliminar desperdícios ou reduzir os custos da Manutenção? Alguém até pode me questionar dizendo que ao eliminar desperdícios eu consigo reduzir custos.

Sim isso é verdade, mas atualmente a ideia de reduzir custos sempre tem um outro foco que vai ao encontro de ações imediatistas. Ações essas que nem sempre são vistas como as ideais, como corte de pessoal por exemplo. Na verdade, precisamos entender a diferença básica entre eliminar desperdícios e reduzir custos.

Eliminação de desperdícios

O conceito básico de desperdício no âmbito empresarial é todo e qualquer recurso que se gasta sem necessidade. Seja na fabricação de um produto ou na área de serviços utilizando-se desses recursos além do necessário (matéria-prima, insumos, tempo e energia, por exemplo).

É um gasto extra que aumenta os custos normais do produto ou serviço sem trazer qualquer tipo de melhoria para o cliente, ou seja, não agrega valor.

Outra forma de desperdício seria o contrário da afirmação acima, ou seja, é a subutilização dos recursos mencionados. Ou seja, não se aproveita todo o potencial dos recursos disponibilizados tanto para processos de fabricação ou serviços.

Redução dos custos

No conceito contábil e empresarial, custo é o valor expresso em valores monetários de atividades na área de serviços ou nos processos de fabricação de produtos em geral.

A redução de custos é sempre uma busca constante que visa tornar serviços e processos de fabricação com custos menores e mais assertivo.

A redução de custos deve ser uma atividade constante promovendo programas de melhoria contínua. E não fazer aqueles chamados “corte de custos” com dispensa de pessoal, corte de benefícios e outras medidas que podem parecer boas e imediatistas.

Mas não se engane, é muitas vezes algo passageiro e não consistente que gera apenas um resultado momentâneo e não eficaz a médio e longo prazo.

Desperdícios na Manutenção

Quais os desperdícios que podemos considerar na área da Manutenção? Entendo que temos muitas “coisas” que se mal gerenciadas vão proporcionar desperdícios na Manutenção. Algumas a meu ver que poderia exemplificar são:

  1. Qualidade da mão de obra

O desperdício gerado pela qualidade da mão de obra pode vir de várias maneiras, a mais evidente é a deficiência dessa qualidade. Vai gerar excesso de tempo nas manutenções e/ou manutenções malfeitas, com isso pode gerar o retrabalho. Outra forma de desperdício é alocar um recurso de mão de obra de um profissional mais ou menos qualificado para certas atividades.

  1. Ferramental adequado

Muitas atividades da manutenção precisam de ferramental adequado e de qualidade, isso interfere na agilidade e qualidade do serviço. Com isso pode-se dificultar a realização do reparo gerando desperdício quando ao tempo do profissional.

  1. Programação/fluxo das atividades

Com certeza um dos maiores problemas de desperdício da Manutenção é a falta de uma programação e fluxo adequado das atividades. Isso com certeza gera um desperdício enorme do tempo dos profissionais.

  1. Sobressalentes

Eis uma questão bem complexa da Manutenção, ter um estoque adequado para suprir suas necessidades. Estoques mal gerenciados e falta de qualidade dos itens de manutenção podem gerar muitos desperdícios com ativos parados ou retrabalhos.

Redução de custos na Manutenção

Como já dito anteriormente, eliminação de desperdícios já se torna uma forma eficaz na redução de custos. Mas temos outros meios de reduzir custos na Manutenção e que vão ao encontro da maneira como se faz a Gestão do setor. Entendo como exemplos os seguintes tópicos:

  1. Estratégias de Manutenção

A partir de um bom entendimento dos ativos da empresa, podemos definir as estratégias corretas. Podemos fazer isso avaliando a criticidade de máquinas e equipamentos, ponto importante para essa definição. Estratégias equivocadas geram custos com manutenções mal direcionadas e por vezes excesso de intervenções devido à essas escolhas não assertivas.

  1. Melhoria contínua dos processos

Uma forma muito utilizada e de ótimos resultados é definir programas de melhorias contínuas. E na Manutenção isso é vital pois podemos aproveitar o conhecimento técnico da equipe e promover alterações de melhorias em máquinas e equipamentos. Isso também pode ser realizado pela gestão nos processos e métodos de manutenção, buscando sempre aprimorar esses conceitos.

       3. Análise de falhas

Uma forma eficaz na redução de custos é a eliminação de falhas e/ou quebras buscando sua causa raiz. Para isso deve ser implementado os métodos de análise de falhas para sanar esses problemas e melhorar a disponibilidade dos ativos.

  1. Inspeções periódicas

Outro meio muito utilizado e que contribui sobremaneira na redução de custos é a implantação das inspeções periódicas. São ações que previnem falhas e/ou quebras com corretivas planejadas ao se identificarem potenciais riscos de problemas.

Conclusão

Em momentos de crise principalmente, desperdícios e redução de custo se tornam o assunto da pauta no meio empresarial. Temos uma cultura organizacional que nem sempre se viabiliza a implementação efetiva de ações assertivas.

O maior problema nessas situações é a não identificação das causas dos principais problemas ou dificuldades reais.

O Manutenção em foco pode contribuir realizando um levantamento das dificuldades e propor soluções para melhorias dos processos de Manutenção. Entre em contato conosco e solicite uma visita, confira nosso contato no link abaixo:

https://www.manutencaoemfoco.com.br/servicos/

Comentários

2 respostas para “Desperdícios e redução custos Manutenção”

  1. Dois itens que eu incluiria na sua lista de desperdícios e que são responsáveis por grande desperdício na gestão da manutenção, são:
    5 – Tempo Ferramenta (O real tempo gasto pelo executador na tarefa programada)
    6 – O planejamento do H x h para determinada tarefa. Às vezes, por motivo de insegurança do planejador, uma atividade tem seu tempo ou a quantidade de homens previstos elevados, o que gera um enorme desperdício de Hxh programado.

  2. Sim, é interessante eliminar disperdicios na elaboração do produto, diminuir os custos na compra da matéria, mas não acho interessante a diminuição da mão de obra, pelo menos na medida do possível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *