ISO/IEC 38507 norma IA – Inteligência Artificial

Luis Cyrino
22 abr 2024
0
252

ISO/IEC 38507 norma IA – Inteligência Artificial

A padronização da IA – Inteligência Artificial  por meio da norma ISO/IEC 38507 já foi oficializada com sua publicação em abril de 2022. Essa norma trata especificamente das implicações de governança do uso de inteligência artificial pelas organizações. A ênfase do seu propósito está descrito da seguinte maneira:

Este documento fornece orientações aos membros do órgão de administração de uma organização para permitir e governar a utilização da Inteligência Artificial (IA), a fim de garantir a sua utilização eficaz, eficiente e aceitável dentro da organização”.

Conforme descritivo na própria norma, ela tem uma ampla gama deutilização por meio de outros setores e entidades como:

  • gestores executivos;
  • empresas externas ou especialistas técnicos, tais como especialistas jurídicos ou contabilísticos, associações retalhistas ou industriais, ou organismos profissionais;
  • autoridades públicas e decisores políticos;
  • prestadores de serviços internos e externos (incluindo consultores);
  • avaliadores e auditores.

A norma deixa claro que o documento é aplicável à governança dos usos atuais e futuros da IA, bem como às implicações de tal uso para a própria organização. E sua aplicabilidade não se restringe a um tipo específico de organização, pelo contrário.

É aplicável a qualquer organização, incluindo empresas públicas e privadas, entidades governamentais e organizações sem fins lucrativos. E também não faz distinção ao porte de empresas para sua aplicação, independentemente da sua dependência de dados ou tecnologias de informação.

Brasil, como está essa padronização ISO/IEC 38507?

No Brasil a padronização da IA – Inteligência Artificial foi publicada pela norma ABNT NBR ISO/IEC 38507 em 19 outubro de 2023.

Segundo dados da UFRGS, no Brasil já temos mais de 14% das startups usando a Inteligência Artificial – IA, como modelo e diferencial de negócio. E uma das principais aplicações estão em vendas e maketing, na predição com o monitoramento online e na segurança digital.

Uma das empresas dessa lista é a Trackfy com soluções inovadores no campo da melhoria em processos produtivos e segurança patrimonial e dos colaboradores.

Para essa normalização no uso da IA – Inteligência Artificial aqui em nosso país foram realizados estudos focados na Indústria 4.0, baseados nos tópicos:

  • Inteligência artificial e 5GS;
  • Segurança e cibersegurança; e
  • Redes industriais e interoperabilidade.

Para se contextualizar um padrão, os estudos aqui no Brasil levantaram algumas questões que seriam necessárias nas resoluções do documento, como:

  • Padrão na coleta de dados;
  • Integração e comunicação na troca de dados;
  • Entendimento entre as áreas de negócios e de tecnologia da informação;
  • Padrão claro sobre o processamento das informações;
  • Definição de requisitos mínimos para projetos de IA;
  • Definição de requisitos mínimos para a qualidade de algoritmos de IA;
  • Padronização de ferramentas, melhores práticas e frameworks para algoritmos;
  • Clareza de como os algoritmos podem ser utilizados por temas diferentes;
  • Entendimento dos modelos de IA e da base estatística;
  • Como utilizar algoritmos de IA para criar pesquisas alinhadas com as necessidades das empresas;
  • Um padrão mínimo de segurança em IA;
  • Entendimento aspectos éticos da utilização de algoritmos IA e uso dos dados;
  • Conhecimento mínimo e treinamento sobre as soluções de IA;

E também foram tratadas outras questões com normas relacionadas como a norma de Big Data e da Cibersegurança. São normas que se complementam entre si nessa nova era tecnológica no tratamento de dados e informações.

A inteligência artificial – IA e a Internet das coisas – IoT no segmento industrial são essenciais para a transformação digital. São soluções que melhoram a eficiência de operações, processos e oferecem novas oportunidades.

Empreendedores que desejam se manter competitivos devem entender o potencial dessas novas tecnologias e buscar se informar constantemente sobre suas aplicações.

Por isso entre em contato com a Trackfy e conheça suas soluções inovadores que estão fazendo a diferença em muitas empresas do segmento industrial e também do segmentos das contrutoras, dentre outras.

http://trackfyapp.com/#contato

A regulamentação da norma, importante

A norma ISO/IEC 38507 pode estar publicada mas ainda precisa ser regulamentada, isso para excluir qualquer dúvida do entendimento dos seus conceitos. A norma aborda a natureza e os mecanismos da IA – Inteligência Artificial que traz consigo outras tecnologias relacionadas ao seu uso como Big Data e IoT.

É importante seu total entendimento na medida necessária para compreender suas implicações de governança da sua utilização.

Quais seriam as oportunidades, riscos e responsabilidades adicionais que a utilização da IA pode trazer no seu uso? A ênfase está na governança (que é feita por humanos) do uso da IA pela organização e não nas tecnologias que compõem qualquer sistema.

Trackfy, uma solução inteligente

Por isso é importante contar com soluções de empresas responsáveis como a Trackfy, no uso das tecnologias para benefícios de seus usuários.

Uma empresa que se coloca no mercado preocupada com a segurança dos colaboradores das empresas. Ao mesmo tempo que busca melhorar a produtividade otimizando o uso de todos os seus processos de forma inteligente.

Conheça mais sobre a empresa com cases de sucesso e depoimentos de usuários de suas soluções, confira:

https://www.youtube.com/@trackfy5641

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *