Lubrificação e seus métodos

Luis Cyrino
13 mar 2015
2
17967

Lubrificação e seus métodos

A lubrificação é uma operação que consiste em introduzir certas substâncias entre superfícies sólidas que estejam em contato entre si e que executam movimentos. Essa substância apropriada normalmente é um óleo ou uma graxa que impede o contato direto entre as superfícies sólidas.

Quando recobertos por um lubrificante, os pontos de atrito das superfícies sólidas fazem com que o atrito sólido seja substituído pelo atrito fluido, ou seja, em atrito entre uma superfície sólida e um fluido.

Nessas condições, o desgaste entre as superfícies será bastante reduzido. Temos também outros benefícios da lubrificação quando o lubrificante é corretamente selecionado, ele reduz o calor / temperatura, pois o lubrificante também refrigera, evita a corrosão, diminui vibrações e ruídos e reduz o desgaste.

Portanto a lubrificação em si, quer dizer menos esforço, menor atrito, menos desgaste, enfim, diminuição no consumo de energia.

Métodos de lubrificação com óleo

  1. Método por Gravidade

 Lubrificação manual

A lubrificação manual é feita por meio de almotolias e não é muito eficiente, pois, não produz uma camada homogênea de lubrificante.

Copo com agulha ou vareta

Esse dispositivo possui uma agulha que passa por um orifício e cuja ponta repousa sobre o eixo. Quando o eixo gira, imprime um movimento alternativo à agulha, liberando o fluxo de lubrificante, que continua fluindo enquanto dura o movimento do eixo.

Copo conta gotas

Esse é o tipo de copo mais comumente usado na lubrificação industrial, sua vantagem esta na possibilidade de regular a quantidade de óleo aplicado sobre o ponto a ser lubrificado.

  1. Método por Capilaridade

 Copo com mecha

Nesse dispositivo, o lubrificante flui através de um pavio que fica encharcado de óleo. A vazão depende da viscosidade do óleo, da temperatura e do tamanho e traçado do pavio.

Lubrificação por estopa ou almofada

Por esse método, coloca-se uma quantidade de estopa (ou uma almofada feita de tecido absorvente) embebida em óleo em contato com a parte inferior do eixo. Por ação capilar, o óleo escoa pela estopa ou pela almofada em direção ao mancal.

  1. Método por Salpico

Na lubrificação por salpico, o lubrificante contido num depósito (ou cárter) é borrifado por meio de uma ou mais peças móveis. Esse tipo de lubrificação é muito comum, especialmente em certos tipos de motores.

 Lubrificação por anel ou por corrente

Nesse método de lubrificação, o lubrificante fica em um reservatório abaixo do mancal. Um anel ou corrente, cuja parte inferior permanece mergulhada no óleo, passa em torno do eixo. Quando o eixo se movimenta, o anel acompanha esse movimento e o lubrificante é levado ao eixo e ao ponto de contato entre ambos.

Lubrificação por colar

O método é semelhante à lubrificação por anel, porém, o anel é substituído por um colar fixo ao eixo. O óleo transportado pelo colar vai até o mancal por meio de ranhuras. Emprega-se esse método em eixos de maior velocidade ou quando se quer óleo mais viscoso.

  1. Método por Imersão

Lubrificação por banho de óleo

Nesse método, as peças a serem lubrificadas mergulham total ou parcialmente num recipiente de óleo. O excesso de lubrificante é distribuído por meio de ranhuras a outras peças. O nível do óleo deve ser constantemente controlado porque, além de lubrificar, ele tem a função de resfriar a peça.

  1. Método por Sistema Forçado

 Lubrificação por perda

É um sistema que utiliza uma bomba que retira óleo de um reservatório e força-o por entre as superfícies metálicas a serem lubrificadas. Esse método é empregado na lubrificação de cilindros de compressores e de mancais.

 Lubrificação por circulação

Neste sistema o óleo é bombeado de um depósito para as partes a serem lubrificadas. Após a passagem pelas peças, o óleo volta para o reservatório.

Métodos de lubrificação a Graxa

 Lubrificação manual com pincel ou espátula

É um método através do qual se aplica uma película de graxa sobre a peça a ser lubrificada.

Lubrificação manual com pistola

Nesse método a graxa é introduzida por intermédio do pino graxeiro de uma bomba manual.

 Copo Stauffer

Nesse método os copos são cheios com graxa e, ao se girar a tampa a graxa é impelida pelo orifício, localizada na parte inferior do copo. Ao se encher o copo, deve-se evitar a formação de bolhas de ar. O copo deverá ser recarregado de graxa quando a tampa rosqueada atingir o fim do curso da rosca.

 Lubrificação por enchimento

Esse método de lubrificação é usado em mancais de rolamento. A graxa é aplicada manualmente até a metade da capacidade do depósito.

 Sistema centralizado

O sistema centralizado é um método de lubrificação a graxa ou a óleo que tem a finalidade de lubrificar um elevado número de pontos, independentemente de sua localização.

 Sistema automatizado

Empregam-se os automáticos, onde há necessidade de lubrificação contínua. Há um dispositivo acoplado ao motor elétrico que permite regular o número de operações por hora de efetivo trabalho.

Conclusão

Lubrificação é fundamental para máquinas e equipamentos em geral, vejam mais sobre o tema no link abaixo onde falamos sobre os óleos lubrificantes, suas aplicações e sua importância na manutenção de máquinas e equipamentos. Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante.

Óleos lubrificantes e suas aplicações

Comentários

2 respostas para “Lubrificação e seus métodos”

  1. Esdras disse:

    Boa tarde Luis!
    Parabéns pelo post! Muito bem elaborado!
    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *