Pneumática, história e sua evolução

Luis Cyrino
10 nov 2017
2
7586

Pneumática, história e sua evolução

Pneumática (derivado do termo grego: πνευμα [pneuma significa “fôlego”, “sopro”, logo pneumática é o sopro em movimento]) é o ramo da física que estudo o uso do gás ou ar pressurizado. Logo, a tecnologia da pneumática envolve o uso de ar ou gás pressurizado para mover objetos.

A Pneumática tornou-se popular devido à necessidade de certas indústrias para transportar itens urgentes em uma distância relativamente curta.

A pneumática é conceituada como sendo a matéria que trata os movimentos e fenômenos dos gases. Em comparação com a hidráulica, a pneumática é mais simples, com maior rendimento e de menor custo, podendo ser utilizado como solução de inúmeros problemas na automação.

Na atualidade, a maioria das máquinas modernas de hoje utilizam alguma forma de sistema pneumático dentro de sua composição para cumprir com determinadas funções.

Para entender como os componentes pneumáticos se tornaram partes importantes de muitas invenções que usamos hoje, precisamos primeiro entender sua história e como elas evoluíram.

Origem da pneumática

Tal como acontece com muitas formas de tecnologia, o primeiro uso de uma forma de tecnologia pneumática remonta a muitos milhares de anos. O uso do ar comprimido como fonte de energia e usada pelo homem, data dos anos 2550 AC.

Nessa época eram fabricados foles e órgãos que essencialmente geravam sons baseado no escoamento do ar sob pressão em tubos com furos.

Já as origens da pneumática podem ser abordadas até o primeiro século, quando o matemático grego Hero da Alexandria escreveu sobre suas invenções alimentadas por vapor ou vento. No entanto, nenhuma das suas discussões revelou pensamentos de usar os dispositivos para o transporte de objetos.

O físico alemão Otto Von Guericke (1602 a 1686) foi um pouco mais longe. Ele inventou a bomba de vácuo, um dispositivo que extraia ar ou gás de qualquer navio ao qual estava ligado. Ele usou a bomba de vácuo para demonstrar que ele poderia usar a pressão do ar para separar pares de gabinetes de cobre chamados hemisférios.

Anos 1800

A partir dos anos de 1800, seguindo o trabalho de Guericke, ficou evidenciado que seria um século crucial na evolução da pneumática. Isso porque a visão de muitos mais se tornaram conscientes de como o ar comprimido poderia ser usado com grande efeito. Apenas alguns dos muitos desenvolvimentos durante o 1800 incluem:

O Compressor de ar composto, que comprime o ar em uma série de cilindros, foi patenteado pela primeira vez em 1829.

Em 1872 se viu essa forma de tecnologia de compressão melhorar ainda mais à medida que os cilindros eram resfriados pela água para melhorar a eficiência. Isso também resultou na invenção de cilindros revestidos com água.

O primeiro grande desenvolvimento funcional ocorreu em 1867, quando um inventor americano, Alfred Beach, construiu um trem de metrô pneumático em Nova York.

Ele mostrou como os passageiros podiam ser transportados ao longo de um tubo através do poder pneumático, com o metrô executando um bloco em 1870 para se tornar o primeiro de seu tipo na América.

A permissão para estender a linha ainda não foi concedida, o que significa que o metrô teve que ser encerrado após apenas alguns meses de operação.

O final do século XIX viu John Wanamaker, um comerciante americano ilustre, tornar-se o primeiro a introduzir tubos pneumáticos no Correio dos Estados Unidos para transportar rapidamente cartas de uma área do edifício para outro.

Ele apresentou o mesmo sistema em sua loja de departamento, Wanamaker’s, para transportar dinheiro de e para caixas junto com documentos importantes de uma parte da loja para uma área diferente.

A broca pneumática foi inventada em 1871 por Samuel Ingersoll, com um martelo pneumático seguindo depois, em 1890, de Charles Brady.

   

Anos 1900

Os anos 1900 viram uma evolução adicional da pneumática, pois os componentes foram utilizados pela primeira vez em motores a jato sob a forma de compressores centrífugos e de fluxo axial. Novos desenvolvimentos ocorreram ao longo do século com avanços em dispositivos de economia de trabalho na forma de máquinas que ajudariam ou até reduzissem a necessidade de mão de obra, bem como máquinas, ferramentas e sistemas de controle automáticos.

No final da década de 1960, os primeiros componentes pneumáticos controlados digitalmente começaram a entrar no mercado, revolucionando novamente a forma como este equipamento altamente eficaz desempenhou um papel importante na vida cotidiana.

Pneumática de hoje

A indústria pneumática continua a evoluir hoje, com os principais nomes continuando a produzir componentes que oferecem um pouco mais para melhorar a eficiência, desempenho e funcionalidade de máquinas, equipamentos e instalações em geral.

É claro que a pneumática tem uma história rica que remonta a muitos anos e, no momento, parece não mostrar nenhum sinal de desaceleração com soluções pneumáticas inovadoras sendo desenvolvidas e divulgadas regularmente.

Com um papel tão importante a desempenhar em muitas indústrias diferentes, a pneumática certamente continuará através dos tempos.

Hoje conhecemos um pouco da história e evolução da pneumática, traremos mais sobre a pneumática com tudo o que tem hoje nos próximos artigos, espero que tenham gostado. Nosso intuito é a informação e a história em geral de tudo que envolve a Manutenção acredito ter a sua importância.

 

Fonte: www.pneumatictips.com

Comentários

2 respostas para “Pneumática, história e sua evolução”

  1. Guilherme disse:

    alguém saberia me dizer o porque de não ser mais utilizada válvulas de 4/2 vias na pneumática?

  2. Rafael disse:

    Nossa que artigo bacana.

    A pneumática de fato evolui bastante e ajudou a evoluir a industria.

    Tem um blog focado em pneumática que tenho acompanhado:

    https://pneumaticaindustrial.com.br

    Ta sendo de grande ajuda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *