Gestão da Manutenção, entenda sua importância

Luis Cyrino
1 jun 2021
0
965

Gestão da Manutenção, entenda sua importância

Gestão da manutenção e sua assertividade tem se mostrado cada vez mais essencial às empresas que desejam reduzir custos, melhorar a eficiência de seus processos e aumentar o tempo de vida de seus equipamentos. Mas por que ela é tão importante?

Defeitos nos ativos podem trazer prejuízos enormes às organizações, principalmente se a gestão dessas máquinas se apoia nas manutenções corretivas não planejadas, que se dão após a quebra inesperada do ativo.

Esse trabalho de “apagar incêndio” desperdiça não apenas o tempo da equipe como também matéria-prima, energia e recursos financeiros.

É fundamental, portanto, que as indústrias invistam em uma gestão estratégica de manutenção, prevendo e eliminando os riscos antes que os equipamentos (e até os funcionários) sejam afetados.

Por que investir em uma gestão de manutenção estratégica?

Sendo a boa gestão do ativo um dos fatores que mais influencia o crescimento e a lucratividade de uma empresa, o acompanhamento rigoroso e constante do maquinário se torna ainda mais importante.

Mas a cultura de investir em prevenção e predição ainda não é tão forte: os reparos emergenciais são o tipo mais caro de manutenção e, acredite se quiser, o mais praticado pelas indústrias brasileiras.

Algumas empresas persistem no pensamento de que não se deve mexer no que não está quebrado e, pior, de que se deve produzir a todo custo.

Essa é uma crença equivocada e atrasada: de acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria, quase 60% das organizações que investiram em uma gestão de manutenção estratégica e tecnológica, com foco na predição, registraram maior lucratividade — principalmente as que se apoiam em ferramentas de monitoramento online de ativos.

Ao ignorar a importância de uma boa gestão, os gastos aumentam tanto por conta das trocas e reposições de peças quanto devido a acidentes e ineficiência da equipe, ocupada com trabalhos desnecessários.

A maior parte desses custos, porém, pode ser evitada por um planejamento preditivo, organizado e estratégico de manutenção dos ativos, avaliando-os periodicamente e conhecendo suas reais condições.

Implementando também ferramentas de manutenção preditiva à gestão, o número de vantagens é ainda maior: redução de tempo de reparo (45% a 60%), redução em falhas não previstas (70% a 75%), aumento da produtividade, redução de custos, e consequente lucros maiores, entre outras.

Quais são as vantagens da predição?

A predição é sempre a melhor opção quando o assunto são os equipamentos industriais. Logo, é essencial reconhecer a importância da boa gestão de manutenção e enxergá-la não como um gasto, mas sim como um investimento para a melhoria contínua da produção.

Uma gestão potente deve adotar formas de monitorar, controlar e verificar os indicadores, analisando-os de acordo com os objetivos do planejamento estratégico preestabelecido.

Atualmente existem softwares que fazem esse acompanhamento assertivo em tempo real, facilitando a visualização de indicadores importantes ao gestor.

Entre as vantagens dessas plataformas estão o status completo do equipamento, a criação de ordens de serviço automatizadas, o cálculo do fator de produtividade na manutenção (wrench time), a automação de preventivas, a gestão de performance do equipamento e a gestão de estoque.

O sistema de monitoramento de ativos da TRACTIAN é um exemplo de solução que potencializa a gestão da manutenção. Através de dados que realmente importam, a plataforma automatiza as ordens de serviço e garante maior eficiência ao trabalho do gestor e do time, além de reduzir em 60% os custos com manutenção.

    Tela Gestão de Ativos 

    Fonte: plataforma TRACTIAN

Conclusão

Depois de tudo o que foi dito, está claro que a boa gestão de manutenção é de extrema importância para a indústria. Ela se relaciona de forma direta ao acompanhamento, por parte do supervisor de manutenção, dos dados e informações sobre seu time e seus ativos, tornando-o ainda mais assertivo.

Mais importante ainda é ter ao seu alcance ferramentas que facilitem a rotina de inspeção e a supervisão da confiabilidade e da disponibilidade dos ativos, garantindo melhores resultados.

A maioria das empresas que investiram em uma gestão de manutenção estratégica e tecnológica já registra maior lucratividade, e a tendência é que o investimento nessa área seja cada vez maior, tendo em vista seus muitos benefícios.

Quanto às organizações que se recusam a fazer parte desse movimento pelas boas práticas de gestão da manutenção, elas continuarão prevenindo pouco e gastando muito.

Para conhecer o sistema de monitoramento de ativos da TRACTIAN clique aqui.

 

Escrito por: TRACTIAN – Monitoramento de máquinas

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *