PCM e a utilização do Banco de Dados

Luis Cyrino
18 jun 2015
8
5345

PCM e a utilização do Banco de Dados

Como descrito na matéria anterior, a primeira fase do planejamento está em cadastrar as informações de todas as atividades / intervenções da Manutenção e nessa matéria vamos elencar os grandes benefícios que se pode extrair a partir desse cadastro.

Como usar as informações cadastradas?

Todas as intervenções cadastradas formarão um banco de dados muito rico em informações capazes de fornecer dados estatísticos por meio de vários gráficos que podem se tornar em indicadores de Manutenção, os KPI’s (Key Performance Indicator), conhecida em português como “Indicador-chave de Desempenho” (figura 1).

Figura 1 - Gráfico dos KPI's

Figura 1 – Gráfico dos KPI’s

Outro gráfico importante que pode ser gerado com essas informações e importante na tomada de decisão é o gráfico de Pareto (figura 2), é um gráfico de colunas que ordena a frequência das ocorrências, da maior para a menor, permitindo a priorização dos problemas.

Figura 2 - Gráfico de Pareto

Figura 2 – Gráfico de Pareto

Então podemos afirmar que os gráficos gerados são medidas quantitativas para compreender todos os custos envolvidos no processo e no comportamento de todas as máquinas e equipamentos e como consequência determinar se é preciso e quais ações devem ser tomadas para que melhorem os resultados atuais.

Informações a partir do Banco de Dados

São inúmeras as informações por meio de gráficos e planilhas que se pode gerar a partir de um Banco de Dados bem elaborado, úteis para a tomada de decisões sobre todo o processo de Manutenção dentro de uma empresa. Podemos citar algumas informações geradas por um período pré-determinado tais como:

  • Frequência de paradas por categoria de Manutenção (mecânica ou elétrica);
  • Horas de Manutenção por tipo (corretiva, preventiva, planejada, etc.);
  • Número de paradas (quebras) por máquina ou por setor;
  • Volume de horas de manutenção por máquina ou por setor;
  • Frequência de paradas (quebras) por conjunto ou subconjunto da máquina;
  • Custo e volume de peças e componentes utilizados por máquina;
  • Custo Homem x Hora x Máquina;
  • Índice do MTBF (tempo médio entre falhas);
  • Índice do MTTR (tempo médio para reparo);
  • Custo total da Manutenção estratificado por área ou por máquina;

Como podemos observar, são inúmeros os demonstrativos que se pode gerar a partir de um banco de dados sólido e bem elaborado.

Isso mostra o quanto é importante o cadastro de todas as informações das intervenções da Manutenção, é a partir de uma ótima qualidade de informações que se podem tomar as melhores decisões.

E isso não só na área de Manutenção e sim em todas as áreas da empresa, ou seja, informação de qualidade é tudo.

Na próxima publicação descreveremos mais uma das fases do controle do PCM referente à documentação. Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante.

Comentários

8 respostas para “PCM e a utilização do Banco de Dados”

  1. Ricardo Marques disse:

    Muito bom! parabens pelo Trabalho.

    • Luis Cyrino disse:

      Obrigado Ricardo, espero que continue a visitar meus debates e nosso site e curtir as matérias sobre a Manutenção e fique a vontade para comentar e sugerir temas, ficaria muito grato.

  2. wanderson santos disse:

    Bom dia
    E bem claro com uso do banco de dados bem alimentado de informações se da uma boa base para tomada de decisão. Boa base para investimento e treinamentos.

  3. ALEXANDRE DE OLIVEIRA SILVA disse:

    ESSE TRABALHO É EXCELENTE COMO FAÇO PARA OBTER ESSA INTERFACE?

    • Luis Cyrino disse:

      Alexandre essa interface é feita através de softwares específicos para a Manutenção. Se você não tem na sua empresa é possível fazer isso com uso do Excel, dá trabalho construir mas funciona perfeitamente.

  4. Jamilson disse:

    Como compra esta planilha?

    • Luis Cyrino disse:

      Jamil se você está falando sobre uma planilha completa como um software para gerenciamento da Manutenção, é possível encontrar de alguns fornecedores que tenho visto na internet. O Sigma tem uma versão gratuita para demonstração.

  5. fiquei interessado na planilha tambem 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *