Disponibilidade de máquinas e equipamentos

Luis Cyrino
26 mar 2019
2
1775

Disponibilidade de máquinas e equipamentos

Disponibilidade segundo a NBR 5462 é a capacidade de um item estar em condições de executar uma certa função em um dado instante ou durante um intervalo de tempo determinado.

Esse conceito considera somente os aspectos combinados de sua Confiabilidade, Mantenabilidade e Suporte da Manutenção, supondo que os recursos externos requeridos estejam assegurados.

Vemos que neste conceito da NBR 5462 estamos levando em consideração somente fatos que prejudicam ou melhoram a disponibilidade quanto à Manutenção de máquinas e equipamentos.

Disponibilidade considerando o OEE

Quando o assunto é mensurar o OEE – Eficiência Global do Equipamento, a disponibilidade faz parte do cálculo com duas outras variáveis. E no caso específico da disponibilidade, quando se trata do OEE é considerado a interferência de outros fatores, que não somente a Manutenção.

No caso do OEE além da disponibilidade, entram nesse cálculo a taxa de qualidade do que é produzido (peças boas) e a taxa de performance (velocidade de produção atual em relação a velocidade nominal – programada).

Como nosso assunto é somente a disponibilidade, não entraremos no assunto sobre o OEE que é a medida de eficiência de uma planta fabril de produção.

Disponibilidade segundo a Manutenção

Como mencionado acima segundo a NBR 5462, a disponibilidade de um ativo considera somente os aspectos combinados de sua Confiabilidade, Mantenabilidade e Suporte da Manutenção.

Então entendemos que para conseguir uma disponibilidade aceitável, devemos trabalhar nesses três aspectos citados acima – Confiabilidade, Mantenabilidade e Suporte da Manutenção onde:

Confiabilidade

Como vimos em outro artigo especificamente sobre a Confiabilidade, é um estudo de especialistas que procuram aplicar conhecimentos de engenharia e técnicas especializadas.

Essa aplicação de novos conceitos e estratégias de Manutenção são para prevenir ou reduzir a probabilidade ou frequência de falhas.

Outro objetivo é determinar formas de lidar com falhas que ocorrem, se suas causas não tiverem sido corrigidas. Busca também aplicar métodos para estimar a provável confiabilidade de novos projetos e para analisar dados de confiabilidade.

Portanto, as principais habilidades necessárias para o alcance desses objetivos são:

  • Capacidade de compreender e se antecipar as possíveis causas das falhas e;
  • Conhecimento para aplicar as melhores estratégias de como evitá-las.

Mantenabilidade

Conforme a norma NBR 5462/1994, Mantenabilidade é a capacidade de um item ser mantido ou recolocado em condições de executar suas funções requeridas.

Isso sob condições de uso especificadas, quando a manutenção é executada sob condições determinadas e mediante procedimentos e meios prescritos.

Então para conseguir isso, a gestão de Manutenção deve ter alguns métodos de trabalho para que isso ocorra como:

  • Procedimentos bem elaborados;
  • Equipe qualificada;
  • Recursos materiais;
  • Capacitação de pessoal contínua;
  • Programa de melhorias;
  • Gestão a vista, entre outros.

Portanto a Mantenabilidade é a capacidade de uma “facilidade” de se trabalhar num ativo, mas também do manutentor em recolocar essa máquina ou equipamento em condições satisfatórias para produzir, com qualidade e no menor tempo possível. E para isso são necessários alguns itens como citado acima para prover esses recursos para a equipe.

Suporte da Manutenção

Para fechar os aspectos necessários para se conseguir a disponibilidade de um ativo, temos a necessidade de um suporte da Manutenção. Esse suporte engloba algumas necessidades tais como:

  • Recursos de sobressalentes;
  • Área de PPCM para planejamento e controle das atividades;
  • Ferramental suficiente e de qualidade, tanto de uso pessoal como coletivo;
  • Equipe de Manutenção capacitada e suficiente (quantidade de profissionais);
  • Área de trabalho na Manutenção com recursos suficientes;
  • Gestão focada em resultados e participativa, entre outros.

Conclusão

A relação entre se conseguir melhorar a disponibilidade e os custos de manutenção podem num primeiro momento não serem os adequados. É preciso investir de alguma maneira para conseguir aumentar a confiabilidade de máquinas e equipamentos.

Entender como melhorar a Mantenabilidade do ativo e rever e/ou melhorar os aspectos de suporte da Manutenção em todo esse contexto. O certo é que os custos serão menores ao longo desse processo, com a gestão da Manutenção trabalhando de forma assertiva com todos os recursos disponíveis.

Para isso é importante também a participação e colaboração de outros setores como as áreas produtivas, suprimentos, PPCP e almoxarifado. Quando se conseguir melhorar esses três aspectos que influenciam diretamente a disponibilidade, os custos da Manutenção com certeza serão mais adequados.

Veja mais sobre a Interação entre departamentos.

Comentários

2 respostas para “Disponibilidade de máquinas e equipamentos”

  1. Leandro disse:

    Trabalho com manutenção de maquinas, e gostei muito do assunto disponibilidade das maquinas

  2. Conteúdo excelente.
    Com toda a certeza a disponibilidade é um dos principais indicadores da manutenção, Norteado por boas estratégias do Planejamento, equipe técnica e produção, buscando garantir confiabilidade aos seus ativos e consequentemente menor custo de manutenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *