Software na gestão do PCM

Luis Cyrino
29 out 2017
0
2199

Software na gestão do PCM

Software é sem dúvida uma ferramenta de gestão imprescindível em nossos tempos modernos e na área da Manutenção não seria diferente. Diante de tantas responsabilidades e seu grau crescente de importância nas indústrias, o software já é parte integrante do sistema de gestão, principalmente na área do PCM.

Gerenciar todas as atividades pertinentes ao setor e gerenciamento dos resultados com qualidade e agilidade, só é possível com um bom software de gestão.

Mas, o que é Software mesmo?

Software ou suporte lógico é uma sequência de instruções a serem seguidas e/ou executados, na manipulação, redirecionamento ou modificação de um dado/informação ou acontecimento.

“Software” também é o nome dado ao comportamento exibido por essa sequência de instruções quando executada em um computador ou máquina semelhante além de um produto desenvolvido pela engenharia de software.

Inclui não só o programa de computador propriamente dito, mas também manuais e especificações. Para fins contábeis e financeiros, o software é considerado um bem de capital.

Esse sistema normalmente é composto por diversas funções, bibliotecas e módulos que gera um programa executável ao final do processo de desenvolvimento.

E este, quando executado, recebe algum tipo de “entrada” de dados (input), processa as informações segundo uma série de algoritmos ou sequências de instruções lógicas e libera uma saída (output) como resultado deste processamento.

Um sistema bem desenvolvido é normalmente criado pela área Engenharia de software e inclui não apenas o programa de computador em si, mas também manuais, especificações e configurações.

Software de gestão para Manutenção

Como já mencionado, a uma grande variedade e quantidade das atividades realizadas na área da Manutenção quer seja na área gerencial ou na área de planejamento e controle técnico de execução dos serviços.

Diante disso, exige-se um sistema de gestão informatizado que atenda às necessidades de cada empresa, ou seja, um software de qualidade. Esse sistema deve proporcionar recursos suficientes para implantar na prática soluções rápidas, confiáveis e efetivas.

Diante do exposto entendo que esse software ao mesmo tempo que precisa ser completo, também é necessário que seja fácil em seu manuseio e compreensão. Outra necessidade desse sistema é com os dados imputados possa fornecer de maneira eficaz algumas análises e relatórios, importantes para a tomada de decisões de forma assertiva.

Funcionalidades do Software de Manutenção

Para que todas essas necessidades elencadas anteriormente, esse software precisa atender a algumas funcionalidades importantes.

Vejamos a seguir algumas dessas funcionalidades essenciais para a Manutenção:

  • Cadastro dos ativos (máquinas e equipamentos);
  • Planos de manutenção desses ativos;
  • Planos de lubrificação e inspeções;
  • Geração de indicadores;
  • Emissão e controle de ordens de serviço;
  • Controle dos custos de manutenção;
  • Controle de documentação (procedimentos, informações, etc.) dos ativos;
  • Controle dos recursos de mão de obra e sobressalentes, entre outros.

Benefícios utilizando um sistema de gerenciamento na Manutenção

Com certeza a pergunta que fica é saber como o investimento em um sistema pode gerar benefícios. Afinal todo investimento tem um propósito específico e investir num software também tem os seus.

Na Manutenção temos vários benefícios importantes com a utilização de um sistema de gerenciamento, principalmente na área do PCM como dito anteriormente.

A seguir vamos elencar alguns desses benefícios importantes:

  • Controle efetivo sobre os ativos;
  • Controle sobre as manutenções realizadas e por realizar;
  • Indicadores confiáveis e em tempo real;
  • Controle efetivo dos recursos da mão de obra;
  • Controle efetivo dos custos, entre outros.

Conclusão

Com base nesses benefícios, segundo algumas pesquisas poderemos ter um aumento de produtividade e disponibilidade dos ativos na ordem de 20 a 40%, o que digamos é excepcional.

Isso gerado com base na redução de paradas por corretivas e melhorias dos sistemas de máquinas e equipamentos, melhor gestão dos recursos de mão de obra e materiais entre outros.

Outro benefício como consequência e que gera um retorno considerável para o setor é a redução dos custos com manutenção que podem chegar no mínimo a 20%, isso é muito bom não é mesmo?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *