Gestão por resultados

Luis Cyrino
30 mar 2023
0
1439

Gestão por resultados

A gestão por resultados, termo em inglês Management by Results (MBR), é uma teoria de gestão desenvolvida por Peter Drucker. Uma teoria de gestão em seu livro “Practice of Management” (1954).

Quando se fala em gestão por resultados normalmente se relaciona com as metas financeiras das empresas em geral. Um processo orientado para o final de um período que enfatiza a implantação de recursos para alcançar os resultados esperados.

São baseados nas necessidades identificadas dos clientes e partes interessadas. Eles são usados para melhorar a qualidade e o custo-benefício de seu core business, seja produtos ou serviços.

Nesse contexto de gestão, toda ação necessária em qualquer nível organizacional irá gerar um resultado. E claro, pode ser um resultado bom ou ruim, dependendo das estratégias que seus gestores adotaram.

Portanto a gestão por resultados é um dos meios de gerenciar, que visa alcançar o máximo de eficiência com base em metas claras e mensuráveis.

Esse estilo de gestão é baseado na ideia de que os colaboradores trabalharão com mais engajamento e motivação. Mas isso vai depender de alguns fatores, como:

  • As equipes sabem claramente o que se espera delas.
  • Estão envolvidas no estabelecimento dessas expectativas.
  • As equipes podem participar ativamente de como atender a essas expectativas.
  • Todos os envolvidos obtêm feedback sobre seu desempenho.
  • Fornecimento de recursos necessários para o alcance das metas.
  • Boas políticas de benefícios.

Gestão por resultados, um modelo exigente

Dentre os vários modelos de gestão existentes, talvez o sistema de gestão por resultados seja um dos mais exigentes. Exige colaboração, comprometimento e senso de trabalho em equipe dos colaboradores de uma empresa.

Nesse contexto, os gestores precisam tomar decisões importantes, como definir e priorizar as ações mais importantes de uma empresa. Essencial direcionar os principais recursos financeiros e humanos de forma a alcançar os melhores resultados.

O sistema de gestão por resultados requer uma combinação de vários fatores qualitativos nas empresas, que são:

  • Estratégicas assertivas;
  • Sistemas de informação e comunicação eficientes;
  • Recursos financeiros para fazer frente às necessidades;
  • Estrutura organizacional clara, e;
  • Liderança engajada com os resultados.

Modelo de gestão por resultados na Manutenção

Para se conseguir os resultados esperados, todas as áreas de uma empresa precisam estar em sinergia constante. E sabemos que é no setor produtivo onde todos os recursos convergem.

E para que possa desempenhar o seu papel que é produzir de forma qualitativa e quantitativa, muitas outras áreas são essenciais. E com certeza a área de Manutenção hoje em dia tem um papel essencial e estratégico.

É notório que máquinas e equipamentos precisam desempenhar suas funções de projeto de modo a atingir os resultados que desses ativos se espera. Portanto a Manutenção precisa trabalhar para contribuir com que esses ativos possam:

  • Ter disponibilidade adequada;
  • Produzam com qualidade;
  • Seus recursos estejam sempre disponíveis de forma plena, e;
  • Sejam implementadas melhorias quando necessário.

Estratégias de gestão por resultados na Manutenção

É obvio que todo gestor de Manutenção trabalha para alcançar os melhores resultados, mas para isso alguns fatores são importantes. Não basta querer ou ter boa vontade, as coisas não acontecem somente com essas premissas. Destaco alguns fatores que na minha opinião são os mais relevantes:

Suporte da alta direção da empresa: como já mencionado, não basta ter boa vontade, é preciso estar ancorado em recursos disponibilizados pela alta direção. Recursos como os financeiros, com um orçamento adequado para fazer frente a todas as necessidades do setor.

Estratégias adequadas: o gestor juntamente com a Engenharia de Manutenção (se tiver esse braço na Manutenção) juntamente com o PPCM precisam definir as estratégias corretas. Para isso precisam definir prioridades de atuação e os métodos a serem adotados para cada grupo de ativos.

Equipe homogênea: aqui cabe ao gestor da Manutenção formar um time de profissionais que tenham as qualificações e habilidades para desempenhar suas funções. E não somente isso, precisa ter uma equipe quantitativa, que tenha condições de atender a demanda.

PPCM forte e atuante: para que tudo aconteça de modo a atender a demanda, o planejamento e a programação das atividades precisam ser coerentes. A atuação da Manutenção é muito dinâmica e os profissionais do PPCM precisam ser ágeis e mão na massa.

Indicadores/KPIs: definir os melhores indicadores e kPIs para acompanhamento dos resultados da Manutenção. E aqui de nada adianta ter os melhores indicadores e olhar para eles depois do fechamento do período de apuração.

Qualquer que seja o indicador, seu monitoramento deve ser constante por parte da gestão e PPCM. Isso para que havendo qualquer desvio, ações imediatas possam ser realizadas para corrigir esses desvios.

Estoques de sobressalentes: importantíssimo uma gestão assertiva de peças e componentes para que a manutenção seja realizada de modo rápido e com itens de qualidade. Quando não realizada uma gestão correta, sempre acarreta sérios problemas de atendimento e qualidade dos serviços.

Acompanhamento em tempo real

Fazer uma gestão por resultados traz consigo uma necessidade essencial, acompanhamento constante de indicadores e KPIs. A gestão da manutenção deve ter um perfil de “mão na massa” ou como gostam de dizer, um perfil “Hands On”.

Algo que corrobora e muito para isso é praticar o famoso GEMBA, uma técnica muito utilizada por gestores de nível gerencial. Importante no meu ponto de vista é realizar isso todos os dias logo de manhã junto a equipe e apurar os resultados atualizados.

Claro que essa definição de equipe pode ser atribuída às pessoas que a gestão acha relevante participar. O ideal é sempre a participação de toda a equipe, levantar as questões pertinentes e discutir as ações imediatas para corrigir eventuais problemas.

Confira no detalhe essa técnica do GEMBA

Conclusão

Como sempre digo e até tenho como slogan do blog Manutenção em Foco, “A solução começa na gestão”. E claro que falar em gestão envolve outros importantes modos de fazer gestão, não somente a gestão por resultados.

Para que esse tipo de gestão gere o que se espera da Manutenção, outras formas conjuntas de gestão são essenciais. Fazer a gestão de pessoal é essencial como também a gestão de custos e estoque de sobressalentes.

Outro fator importante é manter uma boa sinergia com outras áreas como Compras, Produção e PPCP. E não menos importante, uma boa gestão de seus fornecedores externos, extremamente relevante.

Ou seja, para que possamos ter uma boa gestão por resultados, o conjunto da obra é que vai corroborar para que os objetivos da Manutenção sejam alcançados.

O Manutenção em Foco tem algumas soluções que podem corroborar para que a sua Manutenção gere bons resultados. Consulte nossa página de SERVIÇOS e confira!!

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *