Lean Manufacturing, manufatura enxuta

Luis Cyrino
9 ago 2017
0
442

Lean Manufacturing

A Manufatura Enxuta ou Lean Manufacturing é uma filosofia de manufatura que busca reduzir o tempo entre o pedido do cliente e a entrega, através da eliminação de desperdícios.

O sistema de manufatura Lean é um conjunto de princípios, conceitos e técnicas para eliminar o desperdício em todas as fases da cadeia produtiva.

A metodologia Lean é baseado no sistema de produção Toyota (“Sistema Toyota de Produção ou TPS“). O principal objetivo da filosofia Lean é implementar a Melhoria Contínua, com isso:

  • Reduzir os custos.
  • Melhorar os processos.
  • Reduzir o tempo de reação.
  • Melhorar o atendimento ao cliente.
  • Aumento da qualidade.
  • Reduzir o tempo de entrega.
  • Eliminar o desperdício.
  • Aumentar a produtividade e lucratividade.

Lean é basicamente tudo que diz respeito a conseguir as coisas certas, no lugar certo, na hora certa, na quantidade certa, minimizando o desperdício, sendo flexível e aberto a mudanças.

A base do Lean Manufacturing é criar um processo sem qualquer atividade desnecessária e para isso, trabalha na eliminação de 7 tipos de desperdícios.

Superprodução

Basicamente trata-se da produção além dos pedidos existentes, ou seja, cria-se um estoque de produtos semiacabados e acabados que ainda dependem de um pedido do cliente. Com isso cria-se um volume de material que precisa ficar estocado, aumentando assim as necessidades de mão de obra em todos os sentidos, além dos custos de uma produção ainda não dependendo de um pedido formal.

Tempo de espera

São situações onde o processo produtivo como um todo sofre diversas interrupções por variadas situações como: reparos de manutenção, falta de matéria prima ou insumos, falhas nos processos de setup, e outras situações que possam “atrasar” a continuidade do ciclo produtivo.

Transporte

São pontuados aqui todo o tempo gasto para se transportar todos os materiais usados na produção e também o tempo gasto entre as fases do processo produtivo de um local para outro. Todo esse tempo gasto mais o armazenamento desses materiais podem estar gerando grandes desperdícios.

Processo de produção

São os meios necessários para “fazer acontecer” a produção, pode acontecer que são utilizados recursos desnecessários ou mais que o necessário, ferramental inadequado ou falta deles, inspeções que nem todas elas são necessárias ou elaboradas de forma incorreta, etc.

Inventário

Devido a superprodução acontece o acumulo de matérias-primas, materiais em processo ou produto acabado. Isso acaba impactando nos custos com a elevação dos mesmos porque existe um estoque maior do que o mínimo necessário. Fazer inventário implica em aumento de atividades tais como transporte, armazenamento, apontamentos, contabilidade, rastreabilidade, entre outros, e isso gera custos desnecessários.

Movimento

Qualquer movimento que não é necessário para completar uma necessidade durante o processo. Movimentos que se referem ao deslocamento na busca ferramentas ou qualquer outro movimento que possa ser desnecessário, atividades desnecessárias que necessitam de movimento. Isso tem muita relação também com o layout de máquinas e equipamentos e localização de materiais em geral usados durante o processo produtivo.

Defeitos

São decorrentes de materiais utilizados que apresentem defeitos ou que são gerados no processo produtivo e na pior das situações, produtos acabados enviados para o cliente e que apresentem defeitos. Em todas as situações são gerados muitos retrabalhos que acabam em altos custos totalmente desnecessários.

Princípios Lean Manufacturing

Valor: O que realmente agrega valor a um produto ou serviço basicamente definido pelo cliente que está disposto a pagar por isso.

Cadeia de valor: A cadeia de valor é o conjunto de ações necessária para produzir um determinado produto ou serviço. São os passos para se criar valor e descartar o que não agrega.

Fluxo contínuo: É fazer com que a produção se mantenha sem interrupções e no ritmo da demanda dos clientes. O fluxo dos processos se torna desafiador, mas necessário.

Sistema puxado: Produzir o que realmente foi vendido, ou seja, a produção só se inicia quando existem pedidos fechados pelo cliente. Não se consegue 100% de efetividade na produção e demanda, mas a eficácia da implantação é diretamente ligada a este índice.

Perfeição: Perfeição significa trabalhar constantemente na melhoria contínua, uma mentalidade que precisa estar presente em toda a cadeia de produção.

Algumas ferramentas utilizadas no sistema Lean

Análise cadeia de valor (VSM), ferramenta para ajudar a visualizar os fluxos de processos.

Diagrama de causa e efeito, ferramenta de análise de falhas.

Diagrama de Pareto, visualização gráfica que permite priorizar problemas.

Brainstorming, exposição de ideias sobre as causas de um problema.

Gestão visual, ferramenta que exibe graficamente como fazer as coisas.

5S, técnica para o trabalho de limpeza e organização.

Just in time, produzir certo, no tempo certo e nas quantidades necessárias.

TPM, sistemas de gestão com inúmeras ferramentas utilizadas para otimizar os equipamentos e instalações de produção.

Kaizen, ciclo de melhoria contínua.

Poka Yoke, sistema à prova de erros.

Conclusão

O uso do termo “Lean”, em um ambiente de negócios ou de fabricação, descreve uma filosofia que incorpora uma coleção de ferramentas e técnicas nos diversos processos de negócios para otimizar o tempo, os recursos humanos, seus ativos e produtividade, melhorando o nível de qualidade dos produtos e serviços que são entregues aos seus clientes.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *