Motosserra, manutenção e lubrificação

Luis Cyrino
23 jul 2021
0
314

Motosserra, manutenção e lubrificação

Motosserra nada mais é que uma serra mecânica portátil, corta com um conjunto de dentes ligados a uma corrente rotativa. Essa corrente desliza ao longo de uma barra com uma canaleta ou guia (sabre).

Um equipamento ou implemento muito utilizado em trabalhos florestais, agronegócio, madeireiras, construção civil, etc.

Uma motosserra tem como princípio de funcionamento baseado em acionamento elétrico, por bateria ou à gasolina, que é o mais usado. Aqui em nosso artigo vamos nos ater ao modelo com acionamento à gasolina, sua operação, manutenção e lubrificação.

Quanto a sua operação

Para a utilização de uma motosserra é necessário que o profissional passe por capacitação para aprender a cuidar da máquina e usá-la corretamente. Isso se faz necessário para a obtenção de boa produtividade no trabalho e principalmente quanto à sua segurança.

Os pré-requisitos exigidos para porte e uso/operação de uma motosserra são:

  • Capacitação para operar a motosserra de forma segura e eficiente;
  • Conhecimento das Normas Regulamentadoras da profissão;
  • Uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários aos trabalhos com motosserra; e
  • Equipamento motosserra em condições de uso e registrada no IBAMA ou Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Riscos na utilização do motosserra

Esse equipamento tem seus riscos ao seu usuário quando da sua utilização, principalmente quanto aos ruídos e as vibrações.

Portanto é importante ao operar a motosserra de forma correta e segura, deve-se conhecer os dispositivos de segurança e entender como eles funcionam. Os dispositivos de segurança obrigatórios, previstos no Anexo I da NR 12, são:

  • Freio manual de corrente: Interrompe o giro da corrente.
  • Pino pega corrente: Se a corrente se romper, o pino reduz seu movimento.
  • Protetor da mão direita: Esta proteção fica na traseira do motosserra e evita que a corrente atinja a mão do operador, caso ela se rompa.
  • Protetor da mão esquerda: A proteção da mão esquerda fica na parte da frente do motosserra e evita que a mão do operador alcance a corrente, involuntariamente, durante a operação de corte.
  • Trava de segurança do acelerador: Dispositivo que impede a aceleração involuntária da máquina.

Quanto a sua manutenção

Como toda máquina ou equipamento, os cuidados com a manutenção são importantes e devem ser seguidos conforme alguns critérios.

No caso das motosserras, as manutenções a serem feitas são as recomendadas pelo fabricante e constam no manual de instruções. Como sabemos, todos esses cuidados contribuem para a sua conservação e seu bom funcionamento, além de aumentar sua vida útil.

Para que a manutenção seja bem executada, é importante que o manutentor e/ou operador da motosserra conheça alguns fatores essenciais para uma boa manutenção.

  • Quais são as manutenções necessárias, quando e como realizá-las e que ferramentas e materiais utilizar;
  • Quais são seus componentes e para que servem;
  • Como desmontar e montar o equipamento corretamente, e
  • Os cuidados necessários em cada manutenção, para deixá-la em condições de uso.

Manutenção diária

  1. Limpeza externa utilizando um pincel e um pano, retirando o excesso de sujidade. Nesta etapa, deve-se limpar as entradas de ar da tampa de partida para facilitar o resfriamento da máquina.
  2. Limpeza do conjunto de corte da motosserra. Para isso é necessário a desmontagem do conjunto soltando as porcas, e retirando a tampa de proteção. Na sequência retirar a corrente e o sabre, sendo que a corrente colocar em recipiente com gasolina pura para limpá-la. Já o sabre fazer a limpeza do seu orifício de lubrificação. Outro item para limpeza é o rolete e a parte lateral do motosserra com o auxílio de um pincel e querosene. Durante a limpeza, deve-se verificar o estado do rolete e do pinhão. Se for constatado um desgaste grande nos dentes do pinhão, este deve ser substituído. Já o rolete deve ser trocado a cada duas trocas de corrente.
  3. Manutenção do filtro de ar devido à grande quantidade de sujidade que se acumula na parte externa do mesmo. Atenção ao retirá-lo para fazer a limpeza, pois parte da sujidade pode entrar no carburador, prejudicando o funcionamento do motosserra. Fazer a limpeza do filtro com querosene ou água e sabão, se for de tela, e ar comprimido, se for de feltro. Limpar a cavidade do carburador, utilizando pincel e querosene.

Manutenção semanal

Na manutenção semanal já temos que executar todas as atividades e procedimentos já realizados na manutenção diária. E na sequência fazer:

  1. Lubrificação do rolamento de agulha do tambor de embreagem.
  2. Retirar as rebarbas do sabre, utilizando uma lima chata.
  3. Limpar as aletas de arrefecimento do cilindro.

Manutenção mensal

N manutenção mensal temos que executar todas as atividades e procedimentos já realizados nas manutenções diária e semanal. E na sequência fazer:

  1. Limpeza do sistema de arranque.
  2. Lavagem do tanque de óleo com gasolina pura
  3. Limpeza do tanque de gasolina
  4. A limpeza e a calibragem da vela de ignição
  5. Descarbonização do silencioso e a saída do cilindro
  6. Verificação do estado dos amortecedores. Caso haja danos no amortecedor, o mesmo deve ser substituído, evitando problemas com a motosserra durante a operação de corte.

Quanto a lubrificação

Nas motosserras temos dois tipos de lubrificação, a da corrente/sabre e do motor de dois tempos. Cada qual tem seu modo e tipo de lubrificante específico de se fazer a lubrificação que veremos a seguir.

Quanto a lubrificação da corrente, a maioria dos modelos desse equipamento conta com uma lubrificação automática.

Outro fator importante é que tudo é dimensionado de tal maneira que a gasolina possa terminar antes do óleo. Isso quando a mistura de óleo + gasolina e o óleo da corrente estejam corretos, dentro de suas especificações.

Para uma corrente de motosserra, o melhor é usar um óleo com boa adesão, assim como com boa fluidez, independentemente do tempo. Normalmente o tipo de óleo usado tem como característica uma viscosidade ISO VG 150.

Quanto ao motor da motosserra, é necessária uma mistura de combustível composta por gasolina e óleo de motor para funcionar.

A qualidade desses dois itens é muito importante para o funcionamento e o tempo de vida útil do motor. Por isso, combustíveis impróprios ou misturas fora das especificações podem danificar o motor como corrosão e elevado desgaste das peças internas.

Os motores de dois tempos precisam de uma quantidade precisa de óleo e gasolina. A quantidade de óleo geralmente é de 2 a 4% proporcionalmente a quantidade de gasolina. Durante a mistura, utilizar primeiramente um recipiente adequado para o óleo do motor e, em seguida, para a gasolina.

Antes de abastecer o tanque com a mistura de combustível, agite tudo em um recipiente bem limpo. A mistura forma o oxidante e define a qualidade, função e vida útil do seu motosserra. É necessário misturar óleo e gasolina, pois o motor não possui cárter. Entender como fazer essa mistura é, portanto, muito importante.

Conclusão

Este artigo teve como base bibliográfica o uso de uma apostila da coleção SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. Podemos entender o quanto a utilização da motosserra é imprescindível para muitas atividades ligadas a vários segmentos como do Agronegócio principalmente. E a importância de alguns cuidados com a segurança de quem opera esse equipamento e sua manutenção também.

 

 

Fonte:

https://www.cnabrasil.org.br/assets/arquivos/204-MOTOSSERRA.pdf

https://www.stihl.com.br/mistura-de-combustivel.aspx

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *