Combustíveis, alto custo de uma frota

Luis Cyrino
14 out 2018
0
266

Combustíveis, alto custo de uma frota

Combustíveis de um modo geral, não só quanto às frotas, é hoje um grande custo para todos que se utilizam dos veículos em geral como meio de transporte.

Os veículos em geral são considerados como um dos maiores responsáveis pelo consumo de petróleo e pelas emissões de gás carbônico no mundo.

Para que possamos economizar no consumo não existe mágica ou uma receita infalível, o negócio só funciona com uma combinação de três atitudes a meu ver:

  1. A primeira é dirigir de maneira correta e segura;
  2. A segunda é manter a manutenção do veículo em dia e;
  3. A terceira é abastecer com combustível de qualidade.

Dessa forma podemos afirmar que com algumas atitudes, é possível reduzir o consumo de combustível, e consequentemente, reduzir custos e colaborar com o nosso meio ambiente com a emissão de menos poluentes e porque não, evitar acidentes inesperados.

Algumas recomendações para um consumo adequado

Como dissemos acima, não existe uma “receita infalível”, mas com algumas atitudes podemos sim reduzir o consumo de combustíveis.

Pneus calibrados

Pneus murchos ou com a calibragem errada influenciam diretamente no consumo. A calibragem deve ser feita pelo menos a cada 15/20 dias para veículos comuns e uma vez por semana para veículos de carga. Notar que essa calibração tem valores diferentes para os pneus traseiros e dianteiros e se o veículo está carregado ou não.

A indicação de calibragem está no manual do fabricante e pode ser encontrado também, ou em um adesivo na tampa do tanque ou na porta do veículo. Segundo os especialistas do ramo, os pneus podem ser responsáveis por até 20% do consumo.

Veja mais em “Pneus de frota e seu gerenciamento

Trocas de marcha (câmbio manual)

A troca de marcha pode fazer muita diferença no consumo. Todos os veículos trazem no manual do proprietário a velocidade certa para a mudança e no painel um indicador de conta giros do motor, que deve levar em conta o torque do motor do veículo.

Um veículo abaixo de 50 km/h não pode estar na quinta marcha, por exemplo, como também você não deve chegar a 80 km/h em segunda marcha. Nos dois casos o consumo será acima do normal por uso indevido da relação velocidade x marcha.

O uso do câmbio deve ser suave, sem necessidade de “esticar” demais a velocidade com alto giro do motor para depois trocar de marcha.

Alta velocidade

Em primeiro lugar, por questões de segurança e aproveitando para economizar, respeite os limites de velocidade. Um carro comum ou um caminhão por exemplo, tem um consumo adequado na faixa dos 80/90 Km/h. Acima dessa velocidade o consumo aumenta e pode chegar a cerca de 20% a mais de combustível quando ultrapassa o limite de 100 km/h.

A famosa “banguela”

Aquele costume antigo de deixar o veículo em ponto morto em descidas não funciona mais. Primeiro que, por segurança, o veículo deve ficar sempre engrenado (freio motor), assim gasta menos combustível porque a injeção eletrônica identifica que não é preciso aceleração e corta o combustível. E tem mais, andar dessa forma, na banguela, é uma infração de trânsito por causa do alto risco de segurança.

Manutenção periódica

A manutenção com certeza é um item que merece muita atenção, são itens que influenciam sobremaneira no consumo:

Os filtros de ar/combustível

Devem ser trocados nas datas previstas pelas montadoras, conforme manual. Em caso de entupimento, eles interferem diretamente na mistura de ar e combustível na câmara de combustão, o que faz o veículo gastar mais, já que a mistura fica irregular.

Balanceamento e alinhamento

O alinhamento das rodas é fundamental para aerodinâmica do veículo. Se o veículo está fora de geometria, as rodas serão arrastadas, em vez de somente girar. E o desbalanceamento, além de ser desconfortável ao volante, causa um desgaste irregular e prematuro dos pneus, dos rolamentos do cubo e dos amortecedores. A falta de um alinhamento e balanceamento adequados provoca como consequência, um aumento no consumo de combustíveis.

Óleo do motor

Item importantíssimo, óleo vencido, tipo de óleo errado ou com nível baixo pode gerar aumento de temperatura, não protege as partes internas do motor como deveria e com isso prejudicar a performance e o desempenho, acarretando maior consumo de combustíveis.

Filtro de óleo

A função do filtro de óleo é para eliminar impurezas como partículas de metal geradas pela fricção das peças móveis do motor e as partículas derivadas da combustão. Filtro vencido ou saturado pode comprometer as partes internas do motor e prejudicar seu funcionamento. Motor com funcionamento irregular com certeza aumenta o consumo de combustível.

Conclusão

Como podemos perceber neste artigo, são algumas atitudes importantes e que fazem uma grande diferença para veículos comuns ou para a gestão de uma frota. São dicas que se convertem em mais segurança para o motorista e para todos os que estão ao seu redor. Além é claro de uma economia de consumo que reflete numa redução de custos.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *