Correia dentada automotiva, inspeções são necessárias

Luis Cyrino
8 jul 2022
0
360

Correia dentada automotiva, inspeções são necessárias

A correia dentada no motor automotivo tem como função primordial e única a de manter o comando de válvulas e o virabrequim em sincronia.

Portanto, substituir essa correia dentada em intervalos regulares é muito menos dispendioso do que deixar que acabe arrebentando/quebrando primeiro. Isso sem contar com os problemas causados devido a alguns inconvenientes como lugar, horário e situação onde isso aconteça.

Conceito da correia dentada

Num conceito mais amplo, uma correia dentada, correia síncrona ou correia sincronizada é uma correia flexível com dentes moldados na sua superfície interna. Esse componente é projetado para passar por polias e rodas dentadas correspondentes.

Os dentes da correia têm uma medida entre um dente e outro que chamamos de “passo” e pode ser fabricada com medidas em polegadas ou milímetros. Correias dentadas são usadas em muitos sistemas mecânicos, onde a transmissão de alta potência e precisão dos movimentos são necessárias.

Função primordial da correia dentada

As correias dentadas em geral são componentes usados nas transmissões mecânicas que exigem precisão de movimentos, por isso sua principal característica é que não patinam ou escorregam como as correias convencionais.

Quando tensionados corretamente, esse tipo de correia não tem qualquer tipo de variação em seu movimento. Por esse motivo são frequentemente usados para transferir movimento para propósitos de indexação ou temporização.

Elas são frequentemente usadas em vez de correntes ou engrenagens, portanto, há menos ruído e dispensa o uso de lubrificação.

As correias dentadas ou síncronas transmitem potência por meio do engate positivo entre os dentes da correia e da polia. São adequadas para aplicações que exigem alto torque em aplicações dinâmicas e de precisão.

Mas mesmo as correias síncronas podem apresentar falhas se não forem instaladas, mantidas e aplicadas corretamente.

Uma maneira pela qual as correias dentadas podem falhar, e de maneira catastrófica é através do cisalhamento do dente. Abaixo estão algumas das causas mais comuns de cisalhamento de dentes em correias síncronas:

  • Torque demasiado;
  • Cargas de choque/impacto;
  • Desalinhamento angular;
  • Tensão da correia alta ou baixa demais;
  • Má qualidade da correia.

Veja mais sobre o uso de correias sincronizadas AQUI

Correia dentada de uso automotivo

Um dos principais usos das correias dentadas é para acionar e manter em sincronia o comando de válvulas e o virabrequim dentro de um motor automotivo.

Além de garantir esse perfeito sincronismo na transmissão de um motor automotivo, podem fornecer mais potência e precisão do que uma correia de transmissão por fricção.

Portanto, a correia dentada tem a função de coordenar a abertura das válvulas de acordo com a posição da árvore de manivelas, também chamado de virabrequim. Cada válvula abre e fecha em momentos exatos, conforme o movimento feito pelos pistões.

Por isso, os dentes da correia mantêm a coordenação destas funções, tem desta maneira uma função de uma engrenagem mantendo o sincronismo. A sua quebra inesperada faz com que os pistões colidam nas válvulas, causando um grande estrago no interno do motor.

Fabricação das correias dentadas

As correias dentadas normalmente são feitas de um polímero flexível sobre um reforço de tecido. Originalmente, era borracha sobre um tecido natural, mas os desenvolvimentos na ciência dos materiais tiveram um efeito substancial no aumento da vida útil desses componentes.

Isso incluiu mudanças da borracha natural e sintética e poliuretano e também a adoção de aço, nylon, e / ou fibras de carbono em seu reforço.

A borracha utilizada no processo não é sempre a mesma e fatores como tipo de aplicação, severidade de utilização e principalmente custo, são levados em consideração pelos fabricantes.

Inspeção e troca da correia dentada

Independentemente do sistema mecânico onde se usa a correia dentada, inspeções periódicas e trocas regulares são importantes. Por ser um item que transmite um movimento de precisão, sua quebra inesperada pode gerar altos prejuízos e sérios inconvenientes.

Nas transmissões em motores automotivos, a sua troca regular sempre vem informada no manual do fabricante do veículo. Respeitar esses intervalos de troca e de inspeções não é uma opção e sim uma necessidade das mais importantes.

Para não ter problemas com esse item, tem algumas verificações importantes que devemos fazer, tais como:

  • Tensão da correia
  • Sistema do rolo tensor
  • Desgaste correia dentada
  • Polias dentadas, desgaste e alinhamento
  • Sujidade

Conclusão

Num tempo passado a gama de aplicações com correias dentadas era bastante limitada por sua capacidade de potência. Mas o desenvolvimento contínuo desse componente resultou em produtos mais sofisticados e de qualidade.

Hoje estão nivelados em grau de importância e aplicação a componentes metálicos. Tais como engrenagens e correntes, em muitas aplicações que exigem torque e potência elevadas.

As correias dentadas têm algumas vantagens importantes sobre outros tipos de acionamentos, principalmente quando se precisa de precisão de movimento.

São componentes silenciosos, pois produzem muito pouco ruído, são limpos pois não usam lubrificantes. São componentes extremamente leves, o que não compromete os acionamentos ao qual foram projetados.

Ou seja, além de cumprirem um papel extremamente importante nas transmissões, trazem outros benefícios. O importante é que esses componentes sejam verificados periodicamente e sua substituição respeite seus intervalos básicos.

 

 

Fonte:

https://www.linearmotiontips.com/causes-of-tooth-shear-in-synchronous-belts-and-how-to-avoid-it/

https://megadynegroup.com/pt/blog/synchronous-belts-vs-v-belts

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.