Desperdícios do Lean e a Manutenção

Luis Cyrino
13 out 2020
0
254

Desperdícios do Lean e a Manutenção

Desperdícios segundo a metodologia Lean são atividades que atrasam o andamento de um processo, e que poderia ser mais enxuto. Essa filosofia busca identificar esses vilões e buscar corrigir ou eliminar esses desperdícios.

Com isso se consegue reduzir o tempo entre o pedido do cliente e a entrega, base de um processo enxuto. Jamais esquecer que o conceito Fornecedor-Cliente deve ser aplicado tanto externa como internamente na empresa.

Atividades que atrasam o processo

Baseado na metodologia Lean Manufacturing e os sete (7) desperdícios listados na linha de produção, podemos relacionar alguns deles com a Manutenção.

Hoje já se considera mais um desperdício (sugestões/criatividade) que entra como oitavo desperdício. Vejamos então quais são os oito desperdícios segundo a metodologia:

  1. Espera – quando se espera por alguma coisa para começar o trabalho.
  2. Superprodução – fabricar mais do que o cliente precisa no momento.
  3. Transporte desnecessário – deslocar materiais ou produtos mais do que o necessário.
  4. Excesso de processos – processos adicionais pelos quais os clientes não pagam.
  5. Defeitos/retrabalho – ter que sucatear peças ou reparar erros de produção.
  6. Desperdício de movimento – ter de andar ou se mover mais do que o necessário para realizar o trabalho.
  7. Estoque – ter materiais ou produtos demais na sua máquina ou nos locais de armazenamento.
  8. Criatividade não aproveitada – quando não oferecemos sugestões de melhoria ou nossas ideias não são aproveitadas.

Identificação desses desperdícios

Os sete desperdícios originais referem-se a atividades que não corroboram para o bom andamento de um processo ou que limitam seu desenvolvimento conforme o esperado.

Esses desperdícios clássicos da metodologia Lean foram identificados e listados a partir da década de 50 por Toyota Taiichi Ohno com o Sistema Toyota de Produção.

Como vemos, o sistema traz em sua metodologia sete desperdícios de acordo com seu idealizador. Mas o desperdício de potencial humano hoje também é considerado, então atualmente são oito desperdícios do Lean Manufacturing.

Relacionando a Manutenção com esses desperdícios

De forma resumida vamos elencar como alguns desses desperdícios, na minha visão, estão relacionadas com a Manutenção.

1. Espera

Aguardar para fazer suas atividades não é um bom negócio na Manutenção, isso afeta o desempenho do setor. Podemos citar alguns problemas como falta de mão de obra, falta de peças ou materiais diversos. Também podemos citar ordens de serviços incompletas ou não disponibilizadas, entre outros.

2. Defeitos/retrabalho

O quanto uma atividade, quer seja ela de corretiva ou preventiva que se mal executada não gera problemas? Uma ocorrência dessas pode gerar indisponibilidade de um ativo por excesso de tempo parado. E numa situação onde uma atividade mal executada pode gerar refugos de produtos, um transtorno e tanto.

 3. Desperdício de movimento

Baseado nos itens um e dois, temos a perda de tempo clássica com a necessidade de movimentação do manutentor por problemas citados acima. São situações que podem se tornar comuns, não normal, por deficiências nos métodos e processos da Manutenção.

 4. Estoque

O que podemos citar como desperdício nos estoques de sobressalentes da Manutenção? Temos vários exemplos como itens duplicados onde a falta de procedimentos na inclusão de itens gera isso.

Outro exemplo clássico de desperdício são os itens chamados obsoletos, não se usa mais por vários motivos. Fica ocupando espaço e pior, tem um custo financeiro inflando esse custo de manutenção dos estoques. Temos outros exemplos também como excesso de quantidades sem critérios e itens com baixo giro nos estoques.

5. Criatividade não aproveitada

E não menos maléfico para a Manutenção, é não se aproveitar do talento de sua equipe de trabalho. Um desperdício gigante que muitas empresas não tem a percepção do quanto deixam de ganhar com isso.

Quem melhor que equipes de manutenção e produção para gerar sugestões de melhorias em geral. A evolução de uma equipe parte do princípio da motivação e valorização do seu trabalho, simples assim.

Conclusão

Basicamente todos os desperdícios que relacionamos com a Manutenção vai impactar diretamente nos ativos. Piora da disponibilidade de máquinas e equipamentos que como consequência vai impactar na produtividade em geral.

Já os três que não relacionamos poderia ter alguma relação quando se trata da Manutenção? Você se arriscaria a fazer essa correlação com eles: Superprodução, Excesso de processos e Transporte desnecessário.

O que vocês acham, deixem sua opinião sobre eles ou mesmo com os que citamos como desperdício, participe. Avaliando o que relacionamos, é preciso investir nas melhores estratégias para evitar que isso aconteça, evitando assim esses desperdícios.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *