Indústria de bens de capital, entenda sua importância

Luis Cyrino
30 jul 2021
0
452

Indústria de bens de capital, entenda sua importância

Indústria é uma atividade econômica podendo ser de bens de consumo, bens de produção e bens de capital, mas você sabe diferenciá-los?

Basicamente, os bens de consumo são aqueles que satisfazem as necessidades do consumidor final – como as roupas –, enquanto os bens de produção são primários, como as matérias-primas.

E no meio desse processo entre indústrias de base e consumidor final se encontram os bens de capital, itens da indústria intermediária usados para produzir outros produtos ou oferecer serviços. Máquinas industriais, aviões e automóveis são alguns exemplos.

Logo, a indústria de bens de capital é aquela que fabrica esses ativos, que por sua vez produzem outros bens e serviços para empresas e clientes. Seu bom funcionamento é fundamental para a operação de todos os outros segmentos.

A responsabilidade da indústria de bens de capital é grande, assim como a de sua equipe de manutenção, que deve evitar as falhas ao máximo, garantindo que a cadeia produtiva não seja prejudicada.

Neste artigo, você vai saber mais sobre esse setor, sua importância e como melhorá-lo através da tecnologia aliada à Gestão de manutenção. Boa leitura!

Indústria de bens de capital: o que é?

Conforme já mencionamos, a indústria de bens de capital é responsável por fornecer às outras indústrias os itens necessários para desenvolver seus produtos ou serviços. Ou seja, em vez de vender diretamente aos consumidores finais, as empresas desse setor produzem e vendem equipamentos para outras empresas.

Isso faz com que a indústria de bens de capital seja a matriarca de toda a indústria manufatureira: sua função de garantir que não faltem elementos básicos às fábricas é primordial para o bom funcionamento e independência econômica do setor.

Seu impacto é tanto que, ao reduzir os custos da produção de bens de capital, reduz-se os custos em toda a cadeia produtiva – daí a importância de economizar na manutenção do maquinário da “mãe” das indústrias.

Saiba mais sobre os principais custos e desperdícios da manutenção e como evitá-los neste artigo da TRACTIAN.

Além do papel essencial ao ramo industrial, as produtoras de bens de capital também são extremamente importantes para o desenvolvimento e enriquecimento da sociedade.

Isso porque todas as nossas necessidades tecnológicas e de infraestrutura dependem de empresas capazes de produzir equipamentos de qualidade e confiáveis.

Uma vez que as produções das fábricas são distintas e precisam de materiais diversos, a indústria de bens de capital conta com segmentos variados. Alguns exemplos de itens produzidos por ela, dentre as infinitas ofertas do setor, são:

  • Máquinas têxteis;
  • Motores;
  • Ferramentas gerais;
  • Geradores de energia elétrica;
  • Equipamentos de processamento de madeira;
  • Máquinas de embalagem.

Vale dizer que, ainda que exista demanda para praticamente todos os tipos de bens de capital, o processo produtivo desse setor vai sempre variar de acordo com a indústria de bens de consumo, ou seja, de acordo com os produtos e serviços que estão em ascensão no país e apresentam maior demanda.

A indústria de bens de capital hoje

Mesmo em momentos de crise – ou talvez principalmente durante esses momentos –, o setor de bens de capital permanece essencial à sociedade e à cadeia produtiva do país, avançando significativamente.

Com a chegada da pandemia da Covid-19 em 2020, por exemplo, a previsão da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) era de que a indústria de bens de capital apresentaria uma queda de pelo menos 10% no faturamento anual, em comparação com os resultados de 2019.

No entanto, contra todas as expectativas, o setor mais uma vez surpreendeu seus próprios líderes e, antes mesmo do fim do ano, já mostrava resultados melhores do que o que apontava a previsão – e até melhores que os do ano anterior.

Os dados acima são da Agência Brasil, que também constatou que dentre os segmentos que mais colaboraram com o aumento nas vendas estão os equipamentos para bens de consumo, com destaque para as máquinas de alimentos, madeira e refrigeração.

Tais linhas de produção mostraram em 2020 que não interrompem sua operação nem mesmo diante dos piores cenários econômicos.

Isso evidencia a importância do setor de bens de capital e a necessidade de fazer uma gestão de manutenção estratégica e econômica dessas máquinas utilizando a tecnologia como grande aliada.

Por meio de softwares de manutenção preditiva, é possível reduzir as paradas inesperadas na produção de bens de capital, aumentando a confiabilidade das máquinas.

Dessa forma, ao otimizar a operação da mãe das indústrias, o impacto se estende por todas as outras produções, beneficiando até mesmo o consumidor final.

Tecnologia e gestão da manutenção na indústria de bens de capital

Como você já deve ter entendido, de todas as indústrias, a de bens de capital é a que menos pode falhar, visto que impacta toda a cadeia produtiva do país.

Sendo assim, a boa gestão de manutenção dessas máquinas deve ser tão fundamental quanto o papel delas para a sociedade e a economia.

Assim como outras organizações, as empresas do setor de bens de capital podem encontrar na tecnologia aliada à manutenção preditiva uma forma assertiva de reduzir custos, melhorar a eficiência dos processos e prolongar a vida útil dos equipamentos.

E isso tudo é possível graças à inteligência artificial e ciência de dados compreendidas nos softwares de monitoramento online de ativos, ferramentas preditivas de alta tecnologia que detectam sintomas de falhas futuras que passam despercebidos pelos olhos e planilhas dos gestores de manutenção.

Caso queira saber mais sobre Manutenção Preditiva e suas vantagens, confira este guia da TRACTIAN.

Um exemplo desse tipo de solução é a TRACTIAN, que escuta as máquinas atentamente através de sensores IoT e conecta a equipe de manutenção aos ativos por meio de uma plataforma intuitiva.

Mais do que isso, o software de monitoramento online coleta e interpreta os dados dos ativos, enviando-os aos manutentores via insights objetivos. Assim, o gestor tem total controle sobre o maquinário produtor de bens de capital, que por sua vez se torna mais confiável e passa a apresentar menos falhas.

Ao antecipar os defeitos e paradas inesperadas na indústria de bens de capital, todos os outros segmentos industriais são beneficiados, assim como os consumidores.

Ressaltamos, mais uma vez, que esse é o setor que menos deve admitir falhas, e não há forma mais eficaz e rentável de garantir o bom fluxo produtivo senão com a ajuda da tecnologia.

Comece do começo

Se a indústria de bens de capital é a mãe, a mudança na gestão de manutenção e no uso da tecnologia para cuidar dos ativos deve começar nela.

Sua produção, essencial para o funcionamento de todas as fábricas, deve receber cuidados estratégicos capazes de otimizar o desempenho do maquinário e eliminar as paradas inesperadas e correções emergenciais.

À medida que o cenário industrial se torna mais digitalizado e a tecnologia avança, ferramentas de manutenção preditiva surgem para transformar e atualizar as indústrias, especialmente aquelas que são a base de tudo.

Caso seja de seu interesse fazer parte dessa mudança e conhecer melhor seus ativos, garantindo que a produção de bens de capital seja eficiente e com impacto positivo estendido, conte com a TRACTIAN.

 

Escrito por: TRACTIAN – Monitoramento de máquinas

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *