Lubrificantes e sua adequação dos estoques

Luis Cyrino
29 mar 2017
2
4406

Adequação dos Estoques para Lubrificantes                                       

Lubrificantes – Um dos grandes desafios na área de Manutenção está relacionado com o correto dimensionamento dos estoques de peças, componentes e materiais diversos para o bom andamento dos serviços. Outra parte desse estoque que requer muita atenção dos gestores com certeza trata-se dos itens para suprir a lubrificação de máquinas e equipamentos.

Como já mencionado em outra matéria sobre gestão dos estoques, o estoque de Manutenção difere e muito de outros tipos de estoque por diversas razões, não tem uma demanda previsível e são muito influenciados por exemplo, de como essas máquinas e equipamentos são utilizados, ou seja, sua taxa de utilização.

E para estoque de Lubrificantes é a mesma coisa?

Acredito que, por experiência própria, que quanto aos itens de estoque para a lubrificação temos uma maior previsibilidade. Isso se considerarmos que a taxa de utilização de máquinas e equipamentos sejam mais uniformes. E porque digo isso, pois no geral temos muitas influencias tais como, de como são feitas as manutenções, cumprimento aos cronogramas de paradas, qualidade dos serviços, etc. Tudo isso influencia o consumo de alguma maneira em relação aos estoques em geral. Já no caso da lubrificação, a ação de lubrificar é necessária independente desses fatores citados anteriormente. Dado o devido tempo conforme o cronograma, a lubrificação deve ser executada, por isso temos uma maior previsibilidade quanto ao consumo de graxas, óleos e outros itens importantes para essa atividade.

Como definir o estoque de lubrificantes?

Para definir o estoque dos itens para lubrificação devemos entender sob dois aspectos, primeiro o que se deve ter no estoque e em seguida definir as quantidades.

O ponto de partida para essas definições está primeiro em ter em mãos o plano de lubrificação de todas as máquinas e equipamentos a serem contemplados. Nesse plano devem conter no mínimo as rotas de lubrificação, tipos de lubrificantes, periodicidade, quantidades e o modo de lubrificação.

A partir dessas informações podemos elencar todos os itens que devemos ter no estoque e suas quantidades. Nem sempre acertamos de primeira, mas partindo desse primeiro passo, vamos adequando conforme as necessidades vão surgindo.

Cuidados com o estoque de lubrificantes

Vamos elencar a seguir algumas medidas importantes e necessárias para que tenhamos um estoque adequado para os lubrificantes e isso vale também para o setor de lubrificação da Manutenção onde ficam armazenados os lubrificantes e outros itens do dia a dia:

  1. Em primeiro lugar devemos ter um local adequado, fechado e bem arejado em relação ao manuseio e armazenagem de lubrificantes.
  2. Deve-se evitar ao máximo a presença de água ou excesso de umidade, poeira e outras partículas estranhas também são fatores de contaminação de óleos e graxas.
  3. Outro fator que afeta os lubrificantes, especialmente as graxas, é a temperatura muito elevada, por isso a necessidade de local arejado ou com temperatura controlada.
  4. Panos e estopas sujos de óleo não devem ser deixados nesses locais, porque constituem focos de combustão, além do fator estético.
  5. O estoque de lubrificantes deve ficar distante de poeiras de cimento, carvão etc., bem como de fontes de calor como fornos e caldeiras.
  6. O piso do estoque de lubrificantes não deve soltar poeira e nem absorver óleo depois de um derrame acidental.
  7. Outro item não menos importante, é a identificação dos lubrificantes de forma clara e do entendimento de todos os usuários.
  8. Outro item que devemos nos atentar é quanto à segurança contra vazamentos acidentais, todo esse local deve ter dispositivos de contenção como pisos rebaixados que evitem o escoamento de óleos por exemplo para redes pluviais.

Conclusão

Como vimos no decorrer dessa matéria, os cuidados desde a identificação dos itens necessários e suas quantidades, temos também o local de armazenagem que são extremamente importantes e os cuidados com a segurança do ambiente e dos seus usuários. Não deixe que tudo o que relatamos aqui fique só no papel, verifique sua área de estoque e armazenagem dos lubrificantes e avalie se está tudo correto. Lembre-se que antes de tudo, a segurança deve estar em primeiro lugar. Um local limpo, identificado, bem arejado, adequado e bem controlado só trará benefícios.

Comentários

2 respostas para “Lubrificantes e sua adequação dos estoques”

  1. Luiz Fernando Sarto disse:

    Ótimo material.

  2. Dorival Aparecido Rozendo disse:

    Outro ponto importante é quanto ao armazenamento e descarte do lubrificante usado e seu descarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *