Gerenciamento da Manutenção

Luis Cyrino
19 set 2017
1
5046

Gerenciamento da Manutenção

Gerenciamento da Manutenção – O planejamento e controle dos recursos da Manutenção normalmente atribuído à área do PCM, é com certeza composta por atividades extremamente importantes e um forte aliado nos sistemas de gestão atuais.

Hoje o papel da área de Manutenção ganhou o mesmo status de importância das áreas produtivas e outras áreas das empresas. Não é possível se fazer uma manutenção eficiente sem esse planejamento e controle tão fundamental para obter resultados.

Para que tenhamos um bom planejamento e controle da Manutenção é imprescindível que na área do PCM se construa um histórico completo (banco de dados). Fazer isso com todas as informações das máquinas e/ou equipamentos e edificações com o cadastro das mesmas, isso é o que podemos chamar de controles.

Além disso temos todo o planejamento dos recursos da Manutenção para o cumprimento das necessidades de todo parque fabril, principalmente as áreas produtivas.

Atribuições requeridas na Manutenção

Podemos elencar todas as necessidades da Manutenção dividindo em duas vertentes como descrito anteriormente:

Planejamento:

O que de fato é necessário planejar para atendimento às necessidades de todo parque fabril requer muitas atividades tais como:

  • Elaboração de planos de manutenção e lubrificação;
  • Planejamento dos recursos para as atividades;
  • Geração de ordens de serviço dos vários tipos de manutenção;
  • Levantamento de aquisições de peças e serviços externos;
  • Necessidades de atendimento a Manutenção nas edificações;
  • Planejamento de serviços de ordem legal, entre outros.

Controles:

Não basta planejar e executar, é necessário fazer o controle da Manutenção por meio de algumas necessidades tais como:

  • Cadastro dos ativos em geral;
  • Registro das informações das ordens de serviços realizadas;
  • Definição da nomenclatura e divisão dos níveis dos ativos e suas Tags;
  • Elaboração de indicadores de controles;
  • Controles da distribuição das atividades da equipe;
  • Controles dos serviços nas edificações e de ordem legal;
  • Controles das ordens de serviços emitidas, entre outros.

Como gerenciar tudo isso?

Como podemos ver são muitas atividades de planejamento e controles que são necessários para uma gestão eficiente da Manutenção. Por isso a necessidade de sistemas de gerenciamento informatizados, o chamado software, uma necessidade crescente no meio da manutenção industrial.

Os softwares de manutenção, também chamados de “CMMS” (Computerized Maintenance Management System) são sistemas específicos criados para informatizar, gerenciar e otimizar uma série de procedimentos do setor de manutenção de empreendimentos que variam de pequenas empresas a multinacionais.

Integrados a toda a grade de processos, os softwares de manutenção agilizam o trabalho dos funcionários e também permitem que outros setores acompanhem, através de gráficos e relatórios, a performance das áreas contempladas por seus serviços.

Fazendo uso de tais softwares, torna-se possível realizar o levantamento de diversos indicadores de manutenção, chamados também de KPIs, obtendo informações precisas sobre o desempenho da manutenção na empresa.

Conclusão

Todas as necessidades de evolução dos processos produtivos e as necessidades de custos adequados e qualidade em seus produtos, fazem da Manutenção uma área totalmente estratégica nos tempos atuais.

Não se pode mais negligenciar a manutenção adequada dos ativos de uma empresa achando que de qualquer jeito isso pode ser possível.

Os recursos adequados são imprescindíveis para manter a confiabilidade dos processos e ativos e como consequência, elevar o nível de competitividade do negócio.

O gerenciamento da Manutenção precisa de uma composição de recursos que além de pessoal qualificado e disponibilidade de recursos materiais, um bom software se faz necessário para otimizar todos esses recursos e controlar todas as atividades da Manutenção.

Comentários

Uma resposta para “Gerenciamento da Manutenção”

  1. Excelente artigo Luis!
    Realmente a manutenção tem se tornado cada vez mais um setor estratégico nas empresas.
    Um bom controle pode dar um norte para os gestores, e desta forma a tomada de decisão fica mais objetiva e assertiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *