Planejar a Manutenção, esse é o foco

Luis Cyrino
14 dez 2017
0
1016

Planejar a Manutenção, esse é o foco

Planejar/planejamento em seu conceito básico, é uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, o trâmite adequado e reavaliar todo o processo no qual o seu objetivo se destina.

Essa linha de conceito nos traz o entendimento que o planejamento é o lado racional de uma ação. Tratando-se de um processo de deliberação que define e organiza certas ações, antecipando os possíveis resultados esperados.

É essencial na tomada de decisões e execução dessas mesmas ações e posteriormente, o planejamento também traz a confirmação se as decisões tomadas foram acertadas (resultados).

Manutenção e seu planejamento

Numa visão bem ampla da Manutenção, seu planejamento compreende requisitos básicos para uma gestão eficiente. Acredito que esse planejamento principal tem seu foco na combinação dos recursos de mão de obra e de sobressalentes. Entendo que um recurso depende estrategicamente do outro e claro, temos outros recursos a serem considerados.

Em ambos os recursos, tanto no recurso da mão de obra como nos de sobressalentes, um planejamento assertivo reduz consideravelmente possíveis desperdícios, e isso na Manutenção é ponto chave para o resultado desejado. Digo isso pois desperdício é sinônimo de custos e esse fator é fundamental para que o setor possa demonstrar sua real eficiência.

Considero esses dois recursos pois entendo que de nada adianta ter uma equipe eficiente e bem distribuída se não posso contar com os recursos de sobressalentes para suprir as necessidades.

E vice-versa, de nada adianta ter um nível de sobressalentes adequado e disponível se a mão de obra tem seus problemas quantitativos ou qualitativos que prejudica seu planejamento.

Responsabilidades desse planejamento

Hoje na hierarquia da área de Manutenção temos em muitas empresas o setor do PPCM como responsável por planejar e programar os recursos de mão de obra e sobressalentes.

Isso fica evidente pois ao planejar as atividades do setor, o PPCM precisa alocar esses dois recursos em conjunto para atender a cada tipo de serviço a ser realizado.

Esse tipo de planejamento se torna assim, essencial para que tudo o que se planejar aconteça de forma a cumprir as necessidades de cada atividade.

Planejamento dos recursos de mão de obra

Talvez esteja nesse recurso, a mão de obra, a imensa necessidade de um planejamento extremamente adequado. Isso para atender as necessidades de manutenção dos ativos em geral.

Nesse quesito temos algumas características importantes a serem observadas durante o ato de planejar, tais como:

  1. Tipo de serviço/atividade

O entendimento do que se espera que seja realizado é de fundamental importância, é a base de todo trabalho de planejamento. Por isso é necessário a correta descrição do serviço, tipo lubrificar tal local, trocar tal componente ou peça, desmontar e limpar e coisas do tipo.

O entendimento assertivo de cada atividade indicará o melhor recurso ou o mais adequado para este ou aquele tipo de atividade. Pode parecer simples e que não merece esse destaque, mas garanto que atividades mal descritas podem gerar complicações em algo que parecia simples.

2. Nível de criticidade

Saber o nível de criticidade da atividade é parte essencial do planejamento pois é a partir dessa premissa que alocamos este ou aquele recurso de mão de obra. As vezes tem certas atividades que podemos ter na equipe alguém mais preparado ou de melhor experiência para execução.

Ou mesmo uma necessidade de antecipar esse trabalho em caráter emergencial ou mesmo entender que será necessário alocar várias pessoas para essa atividade.

3. Tipo de mão de obra

Para tal atividade será preciso que tipo de especialidade? Necessária mão de obra de mecânica ou de elétrica, ou de ambos? Pode ser que certas atividades se tornem necessárias uma intervenção de mão de obra de terceiros como a revisão de um motor de corrente contínua, algo muito comum de acontecer.

Ou algum tipo de usinagem que deverá ser realizada externamente. Como visto o entendimento do tipo de mão de obra também é importante para a correta alocação do recurso.

4. Tempo necessário

Como não poderia deixar de ser, o tempo, o grande vilão da Manutenção no planejamento das atividades do setor. Entender todos os itens anteriores é que ajudam a determinar com maior assertividade possível, o quanto tempo será necessário para cada atividade.

É nesse quesito que podemos ter problemas por inúmeras situações que podem acontecer durante a execução do que foi planejado. Toda a atenção do pessoal de PPCM ou gestão durante esse entendimento das fases anteriores é essencial para minimizar essa possibilidade de erro.

Planejamento dos recursos de sobressalentes

Nesse tipo de recurso, o planejamento fica focado em atender os requisitos materiais de peças, componentes e outros materiais complementares. Como descrito anteriormente, nesse recurso de sobressalentes também temos algumas características importantes a serem observadas, tais como:

  1. Origem do recurso

De acordo com a atividade é que devemos ter o entendimento dos materiais necessários e mais que isso, sua origem. Quero dizer, de onde vem esse recurso, do estoque ou esse item deverá ser via compra direta?

Isso faz grande diferença pois se o item é do estoque você já faz a provisão desse recurso e beleza. Agora se depende de aquisição, então se envolve mais setores como o de suprimentos/compras, fiscal, recebimento e fornecedor.

2. Serviços de fabricação/reparo

Essa característica de recurso que necessita de fabricação ou de reparo complica um pouco mais pois depende de um item que não é de prateleira. Por motivos óbvios é um item que não é de estoque e que não se encontra pronto, necessita de fabricação ou ser reparado.

Esse entendimento então se torna crítico para que o planejamento não seja prejudicado. Por exemplo, temos um sistema de transmissão da máquina que numa análise de falhas se verificou um desgaste de um eixo importante e causador do problema.

Isso torna necessário fazer um trabalho de troca do mesmo via fabricação desse eixo (por algum motivo não é de estoque) ou mesmo uma reparação via metalização. Esse entendimento faz toda a diferença na hora do planejamento dessa atividade pois depende de fornecedores de serviços externos.

Conclusão

Fica evidente diante da exposição acima que na Manutenção tem várias vertentes que dão um significado muito importante para o seu adequado planejamento. Temos muitas outras características importantes nessa área que poderíamos elencar, defini os mais relevantes na minha linha de pensamento.

Isso não descarta outras vertentes que de igual modo também são importantes, mas que considero subsequentes. Em outras oportunidades falaremos sobre elas como uma sequência do importante trabalho que o planejamento e programação da Manutenção tem para com os resultados.

Nós do Manutenção em Foco temos treinamentos focados nessa área do planejamento da Manutenção e podemos fazer isso na sua empresa. Hoje temos o curso completo de PPCM que traz todas as necessidade e ferramentas possíveis para alavancar os resultados na sua empresa, e outros mais, consulte nossos serviços no link abaixo.

 

Serviços

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *