ISO 9000 relacionada a Manutenção

Luis Cyrino
16 out 2016
10
9123

ISO 9000 e a Manutenção

Do que se trata a ISO 9000?

A norma internacional  ISO 9000 se trata de um grupo de normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para as organizações em geral, qualquer que seja o seu tipo ou dimensão.

Esse conjunto de normas estabelece requisitos que auxiliam a melhoria dos processos internos, a maior capacitação dos colaboradores, o monitoramento do ambiente de trabalho, a verificação da satisfação dos clientes, colaboradores e fornecedores, num processo contínuo de melhoria do sistema de gestão da qualidade. Aplicam-se a campos tão distintos quanto a materiais, produtos, processos e serviços.

Família ISO 9000

ISO 9000: “Sistemas de gestão da qualidade – Princípios essenciais e vocabulário”. A norma ISO 9000 descreve os princípios de um sistema de gestão da qualidade e define a terminologia.

ISO 9001: “Sistemas de gestão da qualidade – Exigências”. A norma ISO 9001 descreve as exigências relativas a um sistema de gestão da qualidade para uma utilização seja interna, ou com fins contratuais ou de certificação. Trata-se assim de um conjunto de obrigações que a empresa deve seguir.

ISO 9004: “Sistemas de gestão da qualidade – Linhas diretivas para a melhoria dos desempenhos”. Esta norma, prevista para uso interno e não com fins contratuais, descreve principalmente sobre a melhoria contínua dos desempenhos.

A adoção das normas ISO é vantajosa para as organizações uma vez que lhes confere maior organização, produtividade e credibilidade, aumentando a sua competitividade no atual mercado globalizado. A partir do momento em que uma empresa adota a implementação da ISO 9000, periodicamente necessitam que todos os seus processos sejam verificados através de auditorias externas independentes.

As empresas normalmente adotam também uma auditoria interna qualificando alguns profissionais para fazer isso como preparação para receber a auditoria externa.

Relação da ISO 9000 com a Manutenção

Como todos sabem, a norma da família que tem relação com a Manutenção é a NBR ISO 9001 e como já mencionado, tem relação sim apesar de não ser citado nas entrelinhas da norma nenhuma referência específica sobre Manutenção de máquinas e equipamentos. Mas isso ficou no entendimento de todos que tem relação a partir de algumas citações que compreendem de forma intrínseca a necessidade de atuação da Manutenção.

Vejamos algumas citações que nos dá esse entendimento já considerando a última versão da ISO 9001 de 2015:

6.2.1 A organização deve estabelecer objetivos da qualidade nas funções, níveis e processos pertinentes necessários para o sistema da gestão da qualidade.

 

Nota: qualquer necessidade de qualidade em processos necessariamente precisa da atuação da Manutenção para manter máquinas e equipamentos em níveis confiáveis de produtividade e confiabilidade.

6.2.2. Ao planejar como alcançar seus objetivos da qualidade, a organização deve determinar: o que será feito; quais recursos serão requeridos; quem será responsável; quando isso será concluído e como os resultados serão avaliados.

 

Nota: Nesse planejamento dos objetivos da Qualidade, a Manutenção faz parte com seu planejamento de preventiva, ações em geral para amenizar as corretivas e inspeções por força de normas regulamentadoras como NR-8 e NR-13 entre outros.

7.1.3 lnfra-estrutura

A organização deve determinar, prover e manter a infraestrutura necessária para a operação dos seus processos e para alcançar a conformidade de produtos e serviços.

NOTA: infraestrutura pode incluir: Edifícios e utilidades associadas; Equipamento, incluindo materiais, máquinas, ferramentas, etc. e software; recursos para transporte e tecnologia da informação e de comunicação.

Nota: Aqui fica mais que evidenciado a participação da Manutenção como uma área atuante para manter a infraestrutura em condições para o alcance da conformidade de produtos ao citar a necessidade de manter edifícios, máquinas e equipamentos.

7.5.1 Generalidades

O sistema de gestão da qualidade da organização deve incluir: Informação documentada requerida por esta Norma; Informação documentada determinada pela organização como sendo necessária para a eficácia do sistema de gestão da qualidade.

7.5.2. Ao criar e atualizar informação documentada, a organização deve assegurar apropriado: identificação e descrição (por exemplo, um título, data, autor ou número de referência); formato (por exemplo, linguagem, versão do software, gráficos) e meio (por exemplo, papel, eletrônico) e análise crítica e aprovação quanto à adequação e suficiência.

7.5.3 Controle de informação documentada

7.5.3.1 A informação documentada requerida pelo sistema de gestão da qualidade e por esta Norma deve ser controlada para assegurar que: ela esteja disponível e adequada para uso, onde e quando ela for necessária; ela esteja protegida suficientemente (por exemplo, contra perda de confidencialidade, uso impróprio ou perda de integridade).

7.5.3.2. Para o controle de Informação documentada, a organização deve abordar as seguintes atividades como aplicável: distribuição, acesso, recuperação e uso; armazenamento e preservação, incluindo preservação de legibilidade; controle de alterações (por exemplo, controle de versão) e retenção e disposição.

 

Nota: nessas citações acima fica claro a necessidade de todo o controle na empresa sobre a documentação, desde a sua emissão como registro e arquivamento de modo a poder ser comprovado os trabalhos realizados, bem como todos os procedimentos criados. Na Manutenção isso fica sob a responsabilidade do PCM pois todo esse processo garante a legalidade dos trabalhos e da boa gestão da área de Manutenção diante de uma auditoria externa.

Conclusão

Normalmente e por experiência própria, a auditoria externa procura se certificar que a área da Manutenção possui de fato um cronograma de preventivas através de documentos físicos e via sistema bem como procedimentos de trabalho, fluxogramas principalmente como se trata a manutenção corretiva, análises de falhas, planos de inspeções por força de normas legais e indicadores de desempenho. Ou seja, tudo que você diz que faz e por obrigação tem que fazer, é preciso provar por meio de documentação e registro.

Mudando totalmente de assunto, você conhece a ferramenta do Diagrama de causa e efeito, sabe usar e para que serve exatamente? Vejam no link abaixo uma matéria onde falamos com detalhes sobre essa ferramenta de auxílio para análise de falhas.

Diagrama de causa e efeito – Ishikawa

Comentários

10 respostas para “ISO 9000 relacionada a Manutenção”

  1. Geison Bernardes disse:

    Ótimo Artigo. Estou em semana de auditoria da qualidade e este resumo veio numa hora oportuna.
    Obrigado

  2. Tales Eugenio disse:

    Obrigado pela informação extremamente produtivo!

  3. Luis Melchiades Gomes Jr. disse:

    Extremamente proveitoso esse artigo, esclarecedor.

    Obrigado

  4. ADRIANO BALBINO disse:

    MUITO BOM ESSE ARTIGO LUIS

  5. Walter Bastos disse:

    Olá,

    Fiquei satisfeito com os esclarecimentos do artigo, pois confesso que nesta norma não achava encontrar espaço para a setor de manutenção, mas a manutenção tem seu papel relevante presente na norma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *