FMEA – Análise Modos de Falhas e Efeitos

Luis Cyrino
23 abr 2017
1
11847

FMEA – Análise de Modos de Falhas e Efeitos                                  

A Análise FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) é um método importante que pode ser utilizado em diferentes áreas de uma organização como: projetos de produtos, análise de processos, área industrial e/ou administrativa, manutenção de ativos e confiabilidade com o intuito de trazer benefícios para o negócio.

A Análise de Modos de Falhas e Efeitos – FMEA é um método que tem por objetivo, prevenir falhas e analisar os riscos de um processo, através da identificação de causas e efeitos e com isso elencar as ações adequadas que serão utilizadas para inibir essas falhas.

Tipos de FMEA

Existem vários mas temos dois tipos de FMEA mais comuns que são:

Produto

No FMEA de Produto, as causas de falha serão aquelas pertinentes a problemas no projeto do produto (mau dimensionamento, má especificação de material, etc.)

Processo

No FMEA de Processo as causas de falha serão decorrentes de uma inadequação em uma ou mais fases do processo de fabricação (falhas de impressão, cartão amassado, falha na secagem, entre outros).

Ações esperadas da FMEA

  1. Identificar os modos (tipos) de possíveis falhas, hierarquizando as mesmas;
  2. Descrever os efeitos, as causas de cada modo de falha e os controles existentes;
  3. Calcular o risco para cada falha, levando-se em consideração a frequência da ocorrência, o grau de severidade e a probabilidade de detecção;
  4. Recomendar ações preventivas para as causas de falhas apontadas;
  5. Reavaliar o índice de risco;
  6. Reunir as informações e organiza-las (documentação);
  7. Identificar cenários possíveis de AAF –Análise da Árvore de Falhas.

Critérios para aplicação da FMEA

A aplicação do método da FMEA passa por alguns critérios para que se tenha a percepção de que esse é o método mais indicado para sua aplicação de acordo para o que se propõe.

São os critérios quando da introdução de novos produtos ou processos ou quando da alteração significativa no projeto de certo produto. Critério quando da alteração significativa no processo existente de fabricação, no desenvolvimento ou mudança de fornecedores. E um dos mais usuais principalmente na Manutenção quando da existência de problemas de qualidade ou confiabilidade no processo de produção de máquinas e equipamentos.

Benefícios na aplicação da FMEA

Os benefícios na utilização do método da FMEA são realmente muito grandes, traz resultados como a realização de um processo produtivo com maior qualidade. Também se pode trabalhar com maior confiabilidade e segurança e ao mesmo tempo com menor custo e menores avarias.

Outros benefícios que podemos citar é a diminuição da probabilidade de falhas nos processos e produtos, o método fornece uma fonte rica de dados para critérios de necessidades de manutenção e por fim, contribui para a integração entre os departamentos envolvidos.

Resultados esperados da metodologia

  1. Impacto direto no retorno financeiro da empresa que reduz ou elimina falhas;
  2. Desenvolvimento de ações e procedimentos para lidar com os riscos.
  3. Como é uma ferramenta que estimula o trabalho em equipe, possibilita ganhos motivacionais obtidos a partir da colaboração e do comprometimento das pessoas entre os vários departamentos.

Desvantagens na aplicação da FMEA

A aplicação do método da FMEA pode trazer algumas desvantagens como dificuldades de obter taxas confiáveis de falha de componentes, ou seja, no último item de um conjunto que se pode chegar em uma análise. Também não leva em conta as falhas humanas e a ergonomia e não faz uma avaliação adequada nas interfaces operacionais.

De qualquer maneira, se bem avaliadas essas situações, o saldo dos benefícios é muito maior com sua aplicação.

Alguns termos usados num documento da FMEA

Falha: Perda de função quando ela é necessária.

Modo de Falha: Como você observa o dano causado.

Efeito da falha: Resultado ou consequência da falha.

Ocorrência de falha: Quantas vezes isto acontece.

Severidade de falha: O quão grave é a falha quando ela ocorre?

Detecção de falha: Posso encontrar a falha antes dela ocorrer?

NPR: número de prioridade do risco – É o risco calculado que fica associado ao modo de falha;

Padrão: meta ou objetivo que se quer atingir.

Desvio: inclinação, afastamento ou mudança de direção da situação ideal – padrão;

Desvio Padrão: são medidas de dispersão que indicam a regularidade de um conjunto de dados em função da média aritmética.

Como classificar as falhas?

As falhas no método da FMEA devem ser classificadas da seguinte maneira:

  • Grau de severidade;
  • Ocorrências;
  • Detecção;
  • Número de prioridade do risco.

Segundo o grau de Severidade

É o grau de gravidade do efeito da falha para o cliente, sendo que para a determinação do grau de severidade, devem ser cuidadosamente analisados os efeitos da falha.

Segundo as Ocorrências

É a frequência com que um modo (tipo) de falha ocorre, devido a uma ou várias causas. O índice de ocorrência tem um significado mais importante que apenas seu valor.

Segundo a Detecção

É a estimativa da probabilidade de detectar a falha no ponto de controle previsto no processo. Na avaliação do índice de detecção, deve-se assumir que a falha ocorreu, independente do índice de ocorrência.

Número de prioridade de risco – NPR

O NPR é o produto das notas de Severidade, Ocorrência e Detecção. Este valor deve ser usado para estabelecer as prioridades, ou seja, para NPR alto, a equipe deve empreender esforços para reduzir o risco calculado, promovendo ações imediatas.

* Como prática geral, quando houver uma nota alta de Severidade, deve ser dada atenção especial a esta falha independentemente do valor do NPR.

Conclusão

Essa metodologia traz consigo muitos fatores relevantes que se tornam muito importantes para os processos e produtos tais como, uma forma sistemática de se catalogar informações sobre as falhas e melhor conhecimento dos problemas nos produtos/processos.

Também podemos citar as ações de melhoria no projeto do produto/processo, baseado em dados e devidamente monitoradas (melhoria contínua) e diminuição de custos por meio da prevenção de ocorrência de falhas.

Como resultado dessa implantação, temos o benefício de incorporar dentro da organização a atitude de prevenção de falhas, a atitude de cooperação e trabalho em equipe e a preocupação com a satisfação dos clientes.

Comentários

Uma resposta para “FMEA – Análise Modos de Falhas e Efeitos”

  1. valnei seixas barreto disse:

    Excelente e simples explanação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *